Exportação de carne bovina segue com ritmo acelerado na segunda semana de setembro

Publicado em 14/09/2020 15:17 e atualizado em 14/09/2020 16:03 305 exibições
Volume embarcado alcançou 65,6 mil toneladas e pode encerrar o mês com 155 a 170 mil toneladas exportadas

LOGO nalogo

As exportações de carne bovina in natura seguem com um bom desempenho na segunda semana de setembro, na qual a média diária embarcada ficou em 8,20 mil toneladas e teve um aumento de 24,61% se comparado com os dados observados em setembro do ano passado, que registrou uma média exportada de 6,58 mil toneladas.

De acordo com os dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços (SECEX), o volume embarcado alcançou 65,6 mil toneladas de carne bovina na segunda semana de setembro, sendo que no ano passado o total exportado em todo mês de setembro foi de 138,2 mil toneladas.

As projeções preliminares da Consultoria Agrifatto apontam que o mês de setembro deve encerrar com um volume exportado de 155 a 170 mil toneladas de carne bovina in natura.

De acordo com a Radar Investimentos, os dados até o momento mostram que os embarques de setembro serão tão robustos quanto dos dois meses anteriores e vale ponderar que as estimativas devem ter alterações ao longo das próximas semanas.

Confira o gráfico que mostra a evolução das exportações de carne bovina.

Elaboração Xp Investimentos

Exportações carne bovina in natura pela a XP Investimentos

Os preços médios na segunda semana de setembro ficaram próximos de US$ 4.081,5 mil por tonelada, na qual teve uma queda de 3,30% frente aos dados divulgados em setembro de 2019 que registrou um valor médio de US$ 4.022,8 mil por tonelada.

O valor negociado para o produto foi US$ 267,9 milhões na segunda semana de setembro deste ano, tendo em vista que o preço comercializado durante o mês de setembro do ano anterior foi de US$ 583,6 milhões. A média diária ficou em US$ 33,492,4 milhões e registrou um avanço de 20,50%, frente ao observado no mês de setembro do ano passado, que ficou em US$ 27,794,4 milhões.

Tags:
Por:
Andressa Simão | @papodeboi
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário