Café: CMN vota aumento do preço mínimo nesta quinta-feira (29)

Publicado em 26/03/2013 15:31
963 exibições
Nesta terça-feira (26), estão sendo analisadas as possibilidades de o governo aumentar o preço mínimo do café e prorrogar o financiamento do estocagem do produto e as duas medidas serão levadas à votação no Conselho Monetário Nacional na próxima quinta-feira (28). 

A sugestão do Ministério da Agricultura é de que o financiamento seja extendido por 12 meses e que os vencimentos tenham a carência de 120 dias. Para o preço mínimo, a proposta de reajuste do Mapa é de R$ 261,69 para R$ 340 para a saca de arábica e R$ 156,57 para R$ 180 para o conilon. 

Nos últimos 12 meses, o café arábica já registra uma desvalorização no mercado internacional de cerca de 30%, a qual reflete no mercado interno e já preocupa os produtores brasileiros. "Se o Governo não intervir para trazer uma solução para esses preços, não sei onde vamos parar. Nós estamos vendo a elevação de todos os custos e os produtores estão extremamente apertados", diz o presidente do Sindicato Rural de Altinópolis/SP, Guilherme Viana. 

Ainda segundo Viana, há café sendo negociado entre R$ 290 e R$ 300 por saca, enquanto os custos de produção podem chegar a R$ 360, quando em regiões de montanha esse valor pode alcançar os R$ 380.

O presidente da Federação da Agricultura de Minas Gerais (Faemg) afirma que, além disso, não há motivos consistentes para essa expressiva baixa dos preços do café, uma vez que a demanda mundial é crescente e os atuais estoques são baixos. Mais do que isso, a produção mundial ainda lida com notícia de um novo tipo de ferrugem, mais grave do que a roya, nas lavouras da América Central e Colômbia. 
Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário