Café: Bolsa de Nova York busca direcionamento e opera com leves perdas na manhã desta 4ª feira

Publicado em 16/11/2016 08:28
97 exibições

As cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com leves baixas para os principais vencimentos na manhã desta quarta-feira (16), buscando direcionamento. O mercado vem trabalhando com ajustes nos últimos dias, após a vitória de Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos na última semana – fato que continua movimentando a economia global.

Às 9h23, em Brasília, o vencimento dezembro perdia 15 pontos e era cotado a 161,65 cents/lb, enquanto que março/17 anotava perdas de 10 pontos e era negociado a 165,20 cents/lb. Já maio/17 caia 25 pontos, com referência a 167,45 cents/lb. Julho/17 estava cotado a 169,55, após ceder 25 pontos também.

Informações reportadas pelo analista da Maros Corretora, Marcus Magalhães, explica que as bolsas internacionais seguem operando lateralizadas e a espera de direcionamento. Além disto, a movimentação do dólar no Brasil e as chuvas no cinturão produtivo também devem movimentar preços nos próximos pregões.

"As moedas ao redor do mundo devem sofrer um processo de depreciação, então, cuidado e atenção porque a frente o que temos são fortes emoções, volatilidade nas alturas e adrenalina", completa o analista. Também há a rolagem dos contratos com vencimento dezembro para o março, que deve ser concluída até a próxima segunda-feira (21).

No mercado físico, por volta das 9h50, o tipo 6 duro era negociado a R$ 560,00 a saca de 60 quilos em Espírito Santo do Pinhal (SP), com alta de 1,82% em relação ao fechamento de segunda-feira. Já em Poços de Caldas (MG) a cotação era de R$ 555,00 pela saca, com desvalorização de 1,25%, enquanto que Guaxupé (MG) seguia estável em R$ 586,00 por saca. 

» Clique e veja as cotações completas de café

Veja como fechou o mercado de café na terça-feira:

Por Carla Mendes

» Café: Mercado tem sessão volátil em Chicago nesta 3ª feira, realiza lucros e fecha em leve queda

Por:
Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário