Café: Produtores antecipam colheita da safra 2017/18 no Sul de Minas Gerais preocupados com custos

Publicado em 03/05/2017 12:55 e atualizado em 03/05/2017 15:02
2247 exibições

Colheita de café antecipada em Juruaia (MG). Grãos verdes. 03/05/2017 - Foto: Fernando Barbosa
Em fazenda de Juruaia (MG), colheita começa com grãos em apenas 18% de maturação - Foto: Fernando Barbosa

Alguns produtores de café de cidades do Sul de Minas Gerais já começaram a colheita da safra 2017/18 de café preocupados com os custos dos trabalhos no campo nos próximos meses. No entanto, em uma das lavouras, em Juruaia (MG), a maturação dos grãos está em apenas 18% quando o ideal seria de mais de 80%. Além disso, em algumas plantações que serão renovadas, a maturação foi induzida por produtos.

"Nas regiões com altitude elevada, a maturação é mais tardia e os produtores com medo da colheita mais cara e também ter falta de mão de obra, já estão iniciando os trabalhos para ter algum lucro", explica Fernando Barbosa, cafeicultor e diretor do Conselho do Café da AMOG (Associação dos Municípios da Microrregião da Baixa Mogiana). "Vi cafés sendo colhidos com 18% de maturação", diz.

Para Barbosa, essa atitude é arriscada porque a quantidade de grãos pretos, verdes e ardidos é grande nas colheitas antecipadas. "Esses produtores vão ter um deságio importante e esse café será destinado basicamente para o mercado interno", afirma Barbosa. O café está sendo negociado em cerca de R$ 450 a saca de 60 kg na região e os custos com mão de obra variam de R$ 150 a R$ 200 a diária do trabalhador.

O início expressivo da colheita do café na região Sul de Minas acontece no mês de junho e costuma começar, dependendo de cada lavoura, quando há apenas 5% de grãos verdes.

Alguns produtores mineiros também anteciparam a colheita porque usaram um hormônio que acelera a maturação do café em quase um mês para realizarem a poda das plantas, por isso precisam de mais tempo. Essa medida aconteceu em uma fazenda de Nepomuceno (MG) e em Campo do Meio (MG), mas não em toda a plantação.

O engenheiro agrônomo da Emater (MG), Luiz Geraldo Rezende Reis, alerta para o uso controlado do hormônio da maturação. "Esse produto que não pode ser aplicado de maneira generalizada, tem que ter muita cautela e conseguir rendimento ideal na colheita", afirma.

Produtores também estão colhendo o grão verde porque vão renovar as lavouras. "Estou 'apanhando' verde porque senão não aproveita e perde o café", diz o cafeicultor Carlino Ferri, de Serrania (MG). Apenas 5% dos grãos na lavoura do produtor estão maduros. A colheita geral, nas lavouras que podem esperar pela maturação normal, começa na segunda quinzena de maio na região.

Veja mais imagens da colheita antecipada em MG:

Colheita de café antecipada em Juruaia (MG). Grãos verdes. 03/05/2017 - Foto: Fernando Barbosa

Colheita do café antecipada da safra 2017/18 em Juruaia (MG) - Foto: Fernando Barbosa

Colheita de café antecipada em Juruaia (MG). Grãos verdes. 03/05/2017 - Foto: Fernando Barbosa

Colheita do café antecipada da safra 2017/18 em Juruaia (MG) - Foto: Fernando Barbosa

Colheita de café antecipada em Juruaia (MG). Grãos verdes. 03/05/2017 - Foto: Fernando Barbosa

Colheita do café antecipada da safra 2017/18 em Juruaia (MG) - Foto: Fernando Barbosa

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário