Procafé: Adubação localizada em cafeeiros é inadequada

Publicado em 16/01/2019 09:56
550 exibições

A aplicação de adubos em cafeeiros, de forma localizada, sem espalhar melhor, junto à área onde se localizam as raizes, é como se colocassemos  um alimento fora do alcance da boca, ali os nutrientes não vão ser bem aproveitados.

A adubação em cafeeiros, desde o pós-plantio até sua fase adulta, é feita, predominantemente, com o uso de fertilizantes quimicos, os quais são aplicados em cobertura no solo, junto à linha de plantas. O modo de aplicação desses fertilizantes influi muito no seu aproveitamento, ou seja, na sua eficiencia nutricional.

A aplicação dos fertilizantes em lavouras cafeeiras pode ser feita mecanicamente, com adubadeiras, manualmente, aplicando-se com as mãos, ou através da água de irrigação (ferti-irrigação). A grande parte dos fertilizantes quimicos é aplicada via sólida e a adubação líquida é pouco utilizada. Em todos os modos de aplicação a regra,  a ser observada, de grande importância, é a aplicação do adubo de forma mais espalhada, buscando-se atingir os dois lados da linha de cafeeiros e visando abranger uma boa parte do sistema radicular, das plantas de café,  que se encontra logo abaixo da área aplicada.

No caso da aplicação com máquina adubadeira existem 2 tipos principais- a adubadeira de pendulo, que sempre deixa um pouco do adubo cair no meio da rua e a adubadeira de disco, cujas saídas podem ser reguladam pro adubo cair mais junto da linha de cafeeiros. A aplicação mecanizada, depois de regulada, faz um bom serviço, com distribuição uniforme e constante do adubo e de modo bem esparramado. Já, a aplicação manual pode ser ou não bem feita. Alguns trabalhadores, menos atentos, podem jogar doses variáveis, e, ainda, em locais inadequados. Nesse aspecto é muito comum trabalhadores, por facilidade, jogarem o adubo mais amontoado, muitos, até, acham que colocando o adubo em pequenos montes, mais juntos do pé de café, seria o ideal..

Na realidade, a pesquisa mostra que a melhor maneira é aplicar o adubo junto à linha de cafeeiros e, se possível, debaixo da saia das plantas, de forma bem esparramada e atingindo os dois lados da linha. No caso de áreas montanhosas, como a lavagem  e a infiltração de água das chuvas, lateralmente, pelo declive, pode acabar levando o adubo pro outro lado da linha de cafeeiros, basta esparramar o adubo do lado de cima dela. Em áreas mais planas, o adubo deve chegar, obrigatóriamente, dos 2 lados da linha de cafeeiros. Com cafeeiros com saia um pouco mais alta e elevando a adubadeira é possível regular pra que consiga arremessar  e aplicar adubo, também, do outro lado da linha.

Os nutrientes são absorvidos pelas raizes do cafeeiro de 3 modos - por fluxo de massa, por difusão ou por interceptação. Em todos os modos, a proximidade dos nutrientes do sistema radicular, pela correta aplicação dos adubos, favorece a sua absorção. Existe, ainda, especialmente para o Nitrogenio, o fenomeno conhecido por absorção radial, ou seja as raizes que se encontram de um lado da planta absorvem e carreiam apenas o nutriente para aquele lado da planta. Portanto, como diz o titulo, aplicar os fertilizantes de forma localizada, de modo inadequado, não atingindo a maior zona radicular, vai representar menor aproveitamento dos nutrientes neles contidos, assim, com perdas em produtividade.

Procafé

Procafé

Tags:
Fonte Procafé

Nenhum comentário