Ásia importa 20% dos Cafés do Brasil nos primeiros quatro meses de 2019

Publicado em 15/05/2019 18:15
271 exibições
Continente asiático teve crescimento de 30% no volume de importações dos cafés brasileiros em comparação com o mesmo período de 2018

As exportações brasileiras de café para o continente asiático, no período de janeiro a abril de 2019, foram de 2,52 milhões de sacas de café de 60kg, volume que representa crescimento de 29,9% em relação às exportações do mesmo período do ano passado. Com uma participação de 19,3% do total das exportações brasileiras de café no período, o continente asiático gerou uma receita cambial de US$ 342,3 milhões, atingindo a terceira colocação dos continentes com maior volume de importação, precedido do segundo – América do Norte – com 21,6% de participação nas exportações, totalizando 2,83 milhões de sacas de 60kg e US$ 371,9 milhões de receita cambial.

O principal destino das exportações dos Cafés do Brasil continua sendo o continente europeu, responsável por 52,9% do volume exportado, com 6,93 milhões de sacas e receita cambial de US$ 884 milhões nos primeiros quatro meses de 2019. Especificamente em relação ao continente asiático, vale destacar que o Japão, principal país importador da região, registrou um crescimento expressivo de 37,04% na compra dos Cafés do Brasil, se comparado com o mesmo quadrimestre do ano anterior.

Se considerado o mesmo período, ora em destaque, de janeiro a abril de 2019, verifica-se ainda que os cafés diferenciados do Brasil – aqueles que têm qualidade superior ou algum tipo de certificado de práticas sustentáveis – atingiram a marca de 2,5 milhões de sacas de 60kg exportadas, que representam 19,5% do volume total de café embarcado no ano e constituem um expressivo crescimento de 43,4% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita cambial, neste caso, foi de US$ 416 milhões, participando com 24,6% do valor total da exportação de café nos primeiros quatro meses de 2019. Nesse caso, os principais destinos dos cafés diferenciados brasileiros foram os EUA, que importaram 580 mil sacas (22,7% do volume total de café especial embarcado no ano-civil), seguido pela Alemanha com 351 mil sacas (13,8%), e pelo Japão com 349 mil sacas (13,7%).

Em relação ao total das exportações, exclusivamente no mês de abril, o Brasil vendeu ao exterior 2,9 milhões de sacas de café de 60kg, somando café verde, solúvel e torrado e moído, representando crescimento de 25% do volume exportado em relação ao mesmo mês do ano passado. A propósito do considerável aumento desse volume físico das exportações a receita cambial teve crescimento de apenas 1%, a qual atingiu US$ 370,43 milhões em abril deste ano, com preço médio de US$ 124,47 por saca. Esse crescimento inexpressivo da receita cambial foi decorrente de uma queda de 19% verificada no preço do café, em comparação com abril do ano passado.

Os dados que permitiram realizar esta análise constam do Relatório mensal de abril 2019, do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – Cecafé, o qual apresenta a performance das exportações dos Cafés do Brasil e está disponível na íntegra no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.

Conforme ainda dados do Relatório do Cecafé, se for estabelecido um ranking das exportações para os principais destinos, no período de janeiro a abril deste ano, verifica-se que os EUA figuram em primeiro lugar nas exportações, com 18,4%, em segundo vem a Alemanha, com 16,89%, a Itália, em terceiro (9,9%), o Japão, em quarto (7,7%), a Bélgica, em quinto (5,6%), a Turquia, em sexto (3,3%), o Reino Unido, em sétimo (3,0%), a Rússia, em oitavo (2,5%), a França, em nono (2,3%) e o Canadá, em décimo (2,3%).

Outro ponto que vale a pena destacar do Relatório mensal de abril 2019 é o fato de que as exportações dos Cafés do Brasil sinalizam a possibilidade de um recorde histórico no ano-safra 2018/2019, o qual compreende o período de julho de 2018 a junho 2019, tendo em vista que o Brasil exportou de julho de 2018 até abril de 2019 em torno de 34 milhões de sacas de 60kg, e que ainda faltam os meses de maio e junho para completar o ano-safra.

Por fim, recomendamos a leitura completa do Relatório do Cecafé, o qual contempla as seguintes seções: Exportações Brasileiras de Café – Mensal; Preços médios mensais de café; Preços diários de café; Exportações Brasileiras de Café - últimos 12 meses; Exportações brasileiras de café – Ano-civil; Evolução trimestral das exportações brasileiras de café; Evolução do volume e receita cambial das exportações brasileiras de café - Ano Civil (últimos 5 anos); Exportações brasileiras de café - ano-safra; Exportações brasileiras de cafés diferenciados; Exportações brasileiras de café por continente, grupo e bloco econômico; Perfil do consumo mundial de café; Exportações brasileiras de café para os principais destinos;  Exportações brasileiras de café para os principais portos de destinos; Exportações brasileiras de café VERDE para países produtores; Exportações brasileiras de café por unidades de despacho e embarque; Exportações brasileiras de café para a Síria; A agenda da responsabilidade social e sustentabilidade no 8º Coffee Dinner & Summit 2019.

Visite o site do Observatório do Café para ler na íntegra o Relatório mensal abril 2019 pelo link: http://www.sapc.embrapa.br/arquivos/consorcio/informe_estatistico/CECAFE_Relatorio_Mensal_ABRIL_2019.pdf

Tags:
Fonte: Embrapa Café

0 comentário