Café anda de lado, de olho nos estoques baixos no Brasil e demanda que segue forte na entressafra

Publicado em 18/05/2020 08:47 e atualizado em 18/05/2020 09:27 325 exibições

LOGO nalogo


O mercado futuro do café arábica abre a sessão desta semana sem grandes variações na Bolsa de Nova York (ICE Future US). No início do pregão desta segunda-feira (18) as variações não ultrapassavam os 25 pontos. Os preços abrem a semana com alterações técnicas após encerrar a última sessão com estabilidade no mercado futuro. 

 
Às 8h43 (horário de Brasília), julho/20 tinha queda de 25 pontos, valendo 106,60 cents/lbp, setembro/20 tinha baixa de 25 pontos, negociado por 107,75 cents/lbp, dezembro/20 registrava desvalorização de 20 pontos, sendo negociado por 109,55 cents/lbp e março/21 tinha queda de 25 pontos, valendo 111,30 cents/lbp.

 

Segundo a análise do Escritório Carvalhaes, os dados dos últimos dias apontam que a demanda pelo café brasileiro continua forte mesmo em meio à pandemia, destaca ainda os números divulgados pela Cecafé - no mês de abril o Brasil exportou 3,35 milhões de sacas, totalizando 13,3 milhões de sacas nos primeiros quatro meses de 2020, número acima das expectativas. "Confirma ainda que o consumo mundial de café continua forte, estimulando os traders ao redor do mundo a manterem o ritmo de suas compras", destaca Carvalhaes. 

>>> Histórico: Brasil tem estoques de café praticamente zerados na entressafra e pelo menos 30% da safra atual já está vendida

Ainda de acordo com a análise, o pouco café que ainda resta nos armazéns será usado para abastecer neste mês de maio e em junho nossas indústrias e exportadoras, que também terão de lançar mão dos primeiros lotes da nova safra 2020/2021 para completar o volume necessário de café para uso nestes dois últimos meses do ano-safra que se encerra.

Mercado Interno - Última sessão

O tipo 6 duro teve alta de 0,82% em Guaxupé/MG, valendo R$ 612,00. Poços de Caldas/MG teve aumento de 1,68%, valendo R$ 605,00. Espírito Santo do Pinhal/SP teve a alta mais expressiva, de 6,67% e com preços valendo R$ 640,00. Patrocínio/MG manteve o valor de R$ 600,00 e Araguarí/MG também não registrou variações, sendo negociado por R$ 620,00.

O tipo 4/5 teve alta de 1,65% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 615,00. Varginha/MG manteve a estabilidade por R$ 610,00 e Franca/SP também não registrou variações, sendo negociado por R$ 620,00.

O tipo cereja descascado teve alta de 0,77% em Guaxupé/MG, valendo R$ 655,00. Poços de Caldas/MG registrou baixa de 1,47%, negociado por R$ 670,00. Patrocínio/MG manteve a estabilidade por R$ 650,00 e Varginha/MG também não registrou variações, valendo R$ 630,00.

>>> Veja mais cotações aqui 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário