Café: Segue tendo dia tranquilo, com quedas técnicas nos principais contratos

Publicado em 21/05/2020 13:20 114 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica opera com baixas na Bolsa de Nova York (ICE Future US). No início da tarde desta quinta-feira (21), os principais contratos tinham quedas de pouco mais de 100 pontos. 

Por volta das 13h18 (horário de Brasília), julho/20 tinha queda de 130 pontos, valendo 104,40 cents/lbp, setembro/20 registrava baixa de 115 pontos, valendo 105,90 cents/lbp, dezembro/20 tinha baixa de 95 pontos, valendo 108 cents/lbp e março/21 registrava desvalorização de 100 pontos, valendo 109,80 cents/lbp.

O tempo seco no Brasil é de baixa ou estabilidade para o café, pois acelera o ritmo da colheita de café do país. "A Somar Meteorologia informou na segunda-feira que as chuvas em Minas Gerais, a maior região produtora de café arábica do Brasil, foram de apenas 8,2 mm na última semana, ou 57% da média histórica", destaca o site internacional Barchart. Vale lembrar que há uma previsão de que uma massa de ar chegue até Minas Gerais no início da próxima semana, mas sem previsão de chuvas para o sul do estado. 

Mercado Interno - Última sessão 

O tipo 6 duro teve queda de 2,54% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 575,00. Guaxupé/MG registroun queda de 0,83%, negociado por R$ 597,00. Patrocínio/MG manteve a estabilidade por R$ 595,00, Araguarí/MG manteve o valor de R$ 600,00, Varginha/MG manteve o valor de R$ 595,00 e Campos Gerais/MG registrou baixa de 1,54%, sendo negociado por R$ 576,00. 

O tipo 4/5 teve queda apenas em Poços de Caldas/MG, de 2,50% e valendo R$ 585,00. Varginha/MG manteve a estabilidade por R$ 605,00 e  Franca/SP manteve o valor de R$ 600,00.

O tipo cereja descascado teve queda de 2,27% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 645,00. Guaxupé/MG teve baixa de 0,78%, negociado por R$ 640,00. Varginha/MG registrou desvalorização de 0,79%, negociado por R$ 625,00 e Campos Gerais/MG teve baixa de 1,53%, valendo R$ 645,00. 

>>> Veja mais cotações aqui

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário