Produção da Colômbia e novas projeções do Rabobank pressionam pregão do café, mas cotações terminam com quedas técnicas

Publicado em 21/05/2020 16:30 e atualizado em 21/05/2020 17:20 381 exibições

LOGO nalogo

Após ter picos quedas na Bolsa de Nova York (ICE Future US), o mercado futuro do café arábica encerra a quinta-feira (21) sem grandes variações e com baixas técnicas de até 90 pontos nos principais contratos de referência. Nova projeção de safra e números de produção da Colômbia chegaram a pressionar os preços no exterior. 

Julho/20 finaliza com baixa de 90 pontos, valendo 104,75 cents/lbp, setembro/20 teve queda de 75 pontos, negociado por 106,30 cents/lbp, dezembro/20 teve queda de 55 pontos, valendo 108,40 cents/lbp e março/21 encerrou com desvalorização de 45 pontos, valendo 110,35 cents/lbp. 

Os preços do café foram pressionados depois que o Rabobank elevou na quinta-feira sua previsão de superávit para 2019/20 para 2,6 milhões de sacas de 1,6 milhão de sacas e para 2020/21 para 7,6 milhões de sacas de 5,6 milhões de sacas, citando o impacto negativo dos bloqueios pandêmicos no consumo de café. 

Segundo o site internacional Barchart, os preços também foram pressionados após que os números do USDA apontou nesta quinta que a produção de café da Colômbia em 2020/21 terá alta de 2,2% - para 14,1 milhões de sacas e que as exportações devem ter uma alta de 4,5% - para 13,5 miilhões de sacas. A Colômbia é o segundo maior produtor mundial de grãos de café arábica. 

O mercado físico brasileirol, como de costume acompanhou o exterior e encerrou o pregão também com baixas nas principais praças produtoras do país. 

O tipo 6 duro teve queda de 2,51%, valendo R$ 582,00. Poços de Caldas/MG teve queda de 0,87%, valendo R$ 570,00, Patrocínio/MG registrou baixa de 1,71%, negociado por R$ 575,00. Campos Gerais/MG teve queda de 1,74%, valendo R$ 566,00. Varginha/MG manteve a estabilidade por R$ 595,00.

O tipo 4/5 teve queda de 0,85% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 580,00. Varginha/MG manteve a estabilidade por R$ 605,00 e Franca/SP manteve o valor de R$ 600,00.

O tipo cereja descascado teve baixa de 1,57%, valendo R$ 625,00. Campos Gerais/MG registrou queda de 1,55%, valendo R$ 635,00. Poços de Caldas/MG teve queda de 0,78%, valendo R$ 640,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 640,00 e Varginha/MG manteve o valor de R$ 625,00.

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário