Pressão do USDA se mantém e café finaliza com baixas de mais de 300 pontos em NY

Publicado em 28/05/2020 17:01 519 exibições

LOGO nalogo

Os preços do mercado futuro do café arábica despencaram no pregão desta quinta-feira (28) depois que os números do USDA indicaram uma safra recorde de 67,9 milhões de sacas para 2020/21. O principal contrato de referência, julho/20, passou a ser negociado abaixo de 100 cents/lbp. 

Julho/20 teve baixa de 340 pontos, valendo 99,10 cents/lbp, setembro/20 registrou desvalorização de 330 pontos, negociado por 100,90 cents/lbp, dezembro/20 registrou queda de 315 pontos, valendo 103,20 cents/lbp e março/21 teve baixa de 295 pontos, valendo 105,45 cents/lbp. 

Para o tipo arábica, o relatório aponta que a produção deverá ficar em torno de 47,8 milhões de sacas de 60kg, com elevação de 17% em comparação com a temporada anteior. A colheita no Brasil começa a ganhar intensidade e segundo os números da Cooxupé, no sul de Minas Gerais, cerca de 6% do café já foi colhido.

O site internacional Barchart destacou também em sua análise diária, as condições climáticas do Brasil. "O tempo seco no Brasil é de baixa para o café, pois acelera a colheita de café do país",.afirma. A Somar Meteorologia informou na segunda-feira que as chuvas em Minas Gerais foram de apenas 4,4 mm na semana passada ou 26% da média histórica.

>>> Café: Vendas antecipadas da safra atual superam média dos últimos anos nas principais regiões produtoras

O relatório também impactou os preços no mercado físico brasileiro, mesmo com a alta do dólar, que é o fundamento que tem mantido as negociações no Brasil. O dólar encerrou com valorização de 1,95% e cotado por R$ 5,39 na venda. 


O tipo 6 duro teve baixa de 5,08% em Araguarí/MG, estabelecendo os preços por R$ 560,00. Espírito Santo do Pinhal/MG registrou baixa de 3,64%, valendo R$ 530,00. Guaxupé/MG registrou queda de 1,82%, valendo R$ 540,00. Poços de Caldas/MG e Patrocínio/MG tiveram queda de 2,70%, estabelendo os preços por R$ 540,00.
Varginha/MG teve baixa de 1,75%, negociado por R$ 560,00 e Campos Gerais/MG registrou desvalorização de 1,63%, valendo R$ 542,00.

O tipo 4/5 teve baixa de 2,65% em Poços de Caldas/MG, negociado por R$ 550,00. Varginha/MG registrou queda de 1,72%, valendo R$ 570,00 e Franca/SP registrou baixa de 1,82%, negociado por R$ 540,00.

O tipo cereja descascado teve baixa de 2,48%, valendo R$ 590,00. Poços de Caldas/MG teve queda de 2,40%, valendo R$ 610,00. Guaxupé/MG teve queda de 1,63%, negociado por R$ 605,00. Varginha/MG e Campos Gerais/MG registraram queda de 1,64%, estabelecendo os valores por R$ 600,00.

>>> Veja mais cotações aqui

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário