Café finaliza 5ª feira com valorização no físico e em Nova York: Novos dados da Nestlé impulsionaram mercado

Publicado em 30/07/2020 16:16 e atualizado em 30/07/2020 16:57 1117 exibições

LOGO nalogo

As cotações do mercado futuro do café arábica finalizaram a sessão desta quinta-feira (29) com valorização acima dos 300 pontos para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Depois da Starbucks, foi a vez da Nestlé mostrar um aquecimento na demanda do café e dar suporte de alta aos preços do exterior.

Setembro/20 registrou alta de 375 pontos, valendo 115,35 cents/lbp, dezembro/20 subiu 375 pontos, negociado por 118,25 cents/lbp, março/21 registrou valorização de 355 pontos, negociado por 119,90 cents/lbp e maio/21 teve alta de 345 pontos, valendo 120,80 cents/lbp. 

Durante o pregão desta quinta-feira (30), a Nestlé SA divulgou que ultrapassou os rivais em dificuldades de bens de consumo ao reportar vendas mais altas em meio à forte demanda por café em escritórios domésticos. De acordo com uma publicação da Bloomberg, a receita da multicionacional do primeiro semestre aumentou 2,8% em uma base orgânica, disse o fabricante de refeições da Lean Cuisine na quinta-feira. Analistas esperavam 2,3%. 3

>>> Nestlé supera rival com crescimento de receita liderado por café

Os dados indicam ainda que as vendas de produtos de café da marca Starbucks aumentaram mais de 10%, enquanto a Nespresso teve um crescimento de meio dígito. "Os bloqueios mundiais que fecharam restaurantes e cafés levaram ao aumento do consumo doméstico de café e aumentaram a demanda por grãos robusta, normalmente favorecidos na fabricação de café em casa", destacou o site internacional Barchart em sua análise diária. 

>>> Café robusta a caminho de maior ganho mensal em uma década

Além da demanda aquecida, Haroldo Bonfá - analista da Pharos Consultoria,  Haroldo destaca que as informações sobre um possível vacina no combate à Covid-19 também ajuda a dar suporte de alta nos preços em Nova York. "As milhares de notícias de que a nova vacina deve sair em breve ajuda em muito o ânimo do mercado", comenta. 

No Brasil, as principais praças produtoras acompanharam o exterior e encerraram o dia com valorização nas principais praças produtoras. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 3,59% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 577,00. Araguarí/MG registrou alta de 3,70%, negociado por R$ 560,00, Varginha/MG subiu 3,57%, negociado por R$ 580,00. Espírito Santo do Pinhal/SP teve valorização de 1,82%, valendo R$ 560,00, Franca/SP teve alta de 2,70%, valendo R$ 570,00 e Cafelândia/PR teve alta de 3,98%, estabelecendo os preços por R$ 469,80. 

O tipo cereja descascado teve alta apenas em Guaxupé/MG, de 3,31%, estabelecendo os preços por R$ 625,00. Poços de Caldas/MG manteve a estabilidade por R$ 655,00 Patrocínio/MG manteve o valor de R$ 585,00, Varginha/MG manteve o valor de R$ 620,00 e Campos Gerais/MG manteve o valor de R$ 609,00.

>>> Veja mais cotações aqui

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário