Café: Londres e Nova York seguem operando com estabilidade nesta 2ª feira

Publicado em 05/10/2020 13:06 199 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica segue operando com quedas técnicas para os principais contratos na Bolsa de Nova York e na Bolsa de Londres. O mercado segue acompanhando as condições do clima no Brasil, em um momento em que as previsões sinalizam o retorno das chuvas para Minas Gerais.

Por volta das 13h03 (horário de Brasília), dezembro/20 tinha queda de 135 pontos, valendo 107,55 cents/lbp, março/21 registrava desvalorização de 120 pontos, valendo 109,75 cents/lbp, maio/21 tinha queda de 110 pontos, negociado por 111,25 cents/lbp e julho/21 registrava queda de 95 pontos, valendo 112,80 cents/lbp. 

Em Londres, o café tipo conilon tinha queda de US$ 20 por tonelada novembro/20, valendo US$ 1270, janeiro/21 registrava baixa de US$ 14 por tonelada, valendo US$ 1313, maio/21 tinha baixa de US$ 13 por tonelada, negociado por US$ 1330 e julho/21 registrava queda de US$ 11 por tonelada, valendo US$ 1347.

Os modelos meteorológicos começam a indicar o retorno de chuvas para Minas Gerais nos próximos dias. Segundo o NOAA, no período entre 5 e 13 de Outubro, a tendência é de chuvas na principal região produtora de café do país. "As chuvas estancarão as perdas, desde que continuem regularmente até o final do primeiro trimestre de 2021", comenta Eduardo Carvalhaes. 

Além da falta de volumes expressivos de chuva em Minas Gerais, as altas temperaturas também estão castigando o café no maior estado de produção do país. Após uma safra de alta produção e de qualidade acima da média, as condições do clima preocupam para a próxima produção, que naturalmente tende a ser de bienalidade baixa para o café tipo arábica no Brasil. 

>>> Além da seca, altas temperaturas castigam café em Minas Gerais: Ibiraci já tem 30% de perda consolidada para 2021

Mercado Interno - Última sessão

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve movimentação mais expressiva em Araguarí/MG, com alta de 3,77%, valendo R$ 550,00 e em Guaxupé/MG com alta de 1,81%, estabelecendo os preços por R$ 562,00. Patrocínio/MG teve queda de 1,83%, negociado por R$ 535,00 e Poços de Caldas/MG manteve a estabilidade por R$ 515,00.

O tipo cereja descascada teve queda de 1,68% em Patrocínio/MG, valendo R$ 585,00, enquanto Campos Gerais/MG teve alta de 1,66%, valendo R$ 613,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 595,00, Poços de Caldas/MG manteve o valor por R$ 565,00 e Varginha/MG manteve a estabilidade por R$ 600,00.

>>> Veja mais cotações aqui

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário