Café arábica encerra estável em Nova York e no Brasil, mas conilon volta a cair em Londres

Publicado em 29/10/2020 16:49 339 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica encerrou o pregão desta quinta-feira (29) com baixas técnicas para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Dezembro/20 teve queda de 40 pontos, valendo 104,60 cents/lbp, março/21 teve baixa de 50 pontos, negociado por 107,20 cents/lbp, maio/21 teve baixa de 50 pontos, negociado por 108,90 cents/lbp e julho/21 teve baixa de 45 pontos, valendo 110,55 cents/lbp. 

"Outro fator de baixa para o arábica foi a declaração na quarta-feira do pesquisador Cepea, que disse que os cafezais de Minas Gerais tiveram um florescimento "significativo" do café após a chuva no início deste mês, o que pode impulsionar a produção de café do Brasil em 2020/21 e aliviar as preocupações anteriores condições de seca no Brasil", voltou a destacar a análise internacional. 

A condição dos cafezais brasileiros, no entanto, ainda é preocupante e de acordo com a Procafé, o cenário é caótico para a safra 2021. "De um modo geral, as floradas abriram nessa situação de déficit hídrico severo e, como consequência, houve intensa queima de botões florais e baixo pegamento das flores. Muito se ouve que há de se aguardar as chuvas do final de outubro e começo de novembro para saber o que acontecerá, entretanto, não: não é necessário aguardar mais nada haja vista que as três principais floradas das lavouras cafeeiras já ocorreram e, em sua grande maioria, sob situação de estresse hídrico acentuado", afirmou a Procafé. 

No Brasil, o mercado físico também manteve operações técnicas. Araguarí/MG manteve alta de 1,82%, valendo R$ 560,00, Poços de Caldas/MG registrou alta de 0,39%, valendo R$ 512,00, Patrocínio/MG teve queda de 0,92%, negociado por R$ 540,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 568,00 e Varginha/MG manteve o valor por R$ 575,00.

O tipo cereja descascado teve alta de 0,36% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 562,00, Varginha/MG registrou queda de 0,84% em Patrocínio/MG, negociado por R$ 590,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 610,00 e Varginha/MG manteve o valor de R$ 620,00.

>>> Déficit hídrico: Procafé alerta para cenário caótico nas lavouras de café arábica

O café tipo conilon também teve um dia de quedas técnicas na Bolsa de Londres.Novembro/20 teve baixa de US$ 11 por tonelada, valendo US$ 1316, janeiro/21 teve queda de US$ 10 por tonelada, valendo US$ 1337, março/21 registrou baixa de US$ 10 por tonelada, valendo US$ 1345 e maio/21 registrou queda de US$ 9 por tonelada, valendo US$ 1356.

Depois de uma semana com valorização, o café tipo conilon voltou a cair depois que dados do Escritório de Estatísticas Gerais do Vietnã foram divulgados nesta quinta. "mostraram que as exportações de café do Vietnã em outubro aumentaram 3,6% a / a para 90.000 toneladas", afirma análise. 

>>> Veja mais cotações aqui

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Saulo Antonio Melo Siqueira

    Deveria ser colocado o nome do ´´pesquisador(?) do Cepea que falou tamanha asneira. Será que é só desconhecimento mesmo? Difícil acreditar. É muita irresponsabilidade, desconhecimento e ofensa aos produtores e à sua própria pátria (será só isso?). Esta pessoa deveria ir para a cadeia, pois a mentira ou o desconhecimento gerou prejuízo inestimável. Tem que dar um basta a estes pesquisadores que não sabem onde se encontra seu próprio nariz.

    0