Café: NY e Londres abrem com estabilidade; mercado segue acompanhando evolução das chuvas

Publicado em 04/12/2020 08:36 e atualizado em 04/12/2020 10:31 179 exibições

LOGO nalogo

O mercado futuro do café arábica abriu o pregão desta sexta-feira (4) mantendo as valorizações técnicas para as principais referências na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Por volta das 08h33 (horário de Brasília), março/21 tinha queda de 5 pontos, valendo 120 cents/lbp, maio/21 registrava baixa de 5 pontos, negociado por 121,75 cents/lbp, julho/21 registrava alta de 5 pontos, valendo 123,50 cents/lbp e setembro/21 registrava valorização de 10 pontos, valendo 124,90 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres o café tipo conilon também abriu o pregão com poucas variações. Janeiro/21 tinha alta de US$ 3 por tonelada, valendo US$ 1349, março/21 registrava valorização de US$ 4 por tonelada, valendo US$ 1375, maio/21 tinha alta de US$ 5 por tonelada, negociado por US$ 1388 e julho/21 registrava alta de US$ 3 por tonelada, valendo US$ 1402.

>>> Café: Pela primeira vez fazendo fermentação controlada, produtor de Indianópolis/MG consegue microlote com 87 pontos

Durante a última sessão, a análise do site internacional Barchart destacou que os ganhos para o café estão limitados nos últimos dias em um momento em que operadores aguardam para saber a evolução da chuvas nas áreas produtoras do Brasil.

"Nas últimas 24 horas, pancadas de chuva trouxeram acumulado entre 5mm e 20mm à áreas produtoras da Alta Mogiana e Cerrado de Minas Gerais. Hoje, uma frente fria traz chuva mais intensa ao Paraná e Alta Paulista", destacou a última análise do Escritório Carvalhaes. 

As previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), seguem indicando condição de chuvas para Minas Gerais, Alta Mogiana e também no Espírito Santo nos próximos dias. As chuvas levam alívio ao produtor, mas não recuperam os danos que já comprometem a safra 21, que naturalmente já é de ciclo baixo para o Brasil. 

Mercado Interno - Última sessão

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 1,65% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 595,00, Patrocínio/MG encerrou com baixa de 0,83%, negociado por R$ 595,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 607,00, Araguarí/MG encerrou valendo R$ 620,00 e Varginha/MG terminou mantendo o valor de R$ 620,00.

O tipo cereja descascado teve queda de 1,50% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 655,00. Patrocínio/MG encerrou com baixa de 0,77%, valendo R$ 645,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 650,00 e Varginha/MG manteve a negociação por R$ 680,00.

>>> Veja mais cotações aqui

Leia Mais:

+ Cooperados depositam volume histórico na Cooxupé: 8,1 milhões de sacas em 2020

 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário