Publicidade

De olho no frio, Nova York abre semana subindo mais de 10% no café arábica

Publicado em 26/07/2021 09:08 2651 exibições
Entrada de nova frente fria preocupa mercado e aumenta incerteza com a produção brasileira

Logotipo Notícias Agrícolas

De olho nas condições das lavouras brasileiras e nas previsões climáticas, o mercado futuro do café arábica voltou a subir mais de 10% na manhã desta segunda-feira (26) na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Por volta das 09h04 (horário de Brasília), setembro/21 tinha alta de 1910 pontos, negociado por 208,10 cents/lbp, dezembro/21 tinha alta de 1885 pontos, valendo 210,80 cents/lbp, março/22 tinha alta de 1895 pontos, valendo 213,00 cents/lbp e maio/22 tinha alta de 1895 pontos, valendo 213,45 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon tinha alta de US$ 58 por tonelada, valendo US$ 1957, novembro/21 tinha alta de US$ 58 por tonelada, negociado por US$ 1965, janeiro/22 registrava alta de US$ 58 por tonelada, valendo US$ 1947 e março/22 tinha alta de US$ 66 por tonelada, valendo US$ 1939.

Publicidade

Desde a semana passada, as cotações de café sobem nas Bolsas. Após a geada do dia 20 de julho, que atingiu boa parte do parque cafeeiro no Brasil, as incertezas com a produção do maior produtor e exportador de café do mundo, só aumentam.

A safra 22, que já sentia os impactos da seca também deve ter o seu potencial produtivo comprometido com o frio intenso. Para essa semana, o mercado acompanha a entrada de uma nova frente, que de acordo com meteorologistas, pode ser até mais intensa do que a observada na semana passada e novamente subir até o parque cafeeiro. 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário