Consumo de carne bovina dá sinais de reação nesta reta final do ano

Publicado em 22/12/2016 07:09
82 exibições

Boi Gordo: Consumo dá sinais de reação e mercado pode ter novidades

Por Scot Consultoria

Mercado estável, porém, com consumo reagindo.

O cenário de baixa oferta se intensifica ainda mais nesta semana e poucos negócios são concretizados. 

Em São Paulo, há quem ofertava antes R$ 149,00/@, preço da referência no estado, e hoje já oferta R$150,00/@, nas mesmas condições.

Esse aumento é uma tentativa de concretizar negócios, nesse período que antecede as festas de fim de ano e as compras são mais comedidas.

Já no mercado atacadista de carne bovina com osso, depois de um longo período estável, o fechamento desta quarta-feira foi de alta.

A referência do boi casado de animais castrados está em R$ 9,87/kg e podem ocorrer mais altas nesta semana.

Suíno Vivo: Preços cedem em São Paulo nesta 4ª feira, após abrir a semana com alta

Por Sandy Quintans

Após período de recuperação, os preços para o suíno vivo registraram recuo nesta quarta-feira (21). Em São Paulo, a cotação teve queda de 2,25%, segundo informações reportadas pela APCS (Associação Paulista de Criadores de Suínos). Com isso, a referência passa a ser entre R$ 87 a R$ 89/@.

Nas demais regiões, as referências para a semana ficaram estáveis, após valorizações registradas nas semanas anteriores. Em Santa Catarina, os negócios ocorrem a R$ 4,20/kg, assim como no Rio Grande do Sul. Já Minas Gerais e Goiás trabalham cotação a R$ 4,70 pelo quilo do vivo.

A Scot Consultoria explica que as expectativas são positivas ao mercado nesta semana e quedas não devem ocorrer no período. “Para os próximos dias, a procura deve caminhar bem e os preços devem permanecer firmes, mas sem espaços para valorizações expressivas”, explicam.

Além disso, a consultoria também coloca que desde o início das valorizações no final de novembro, houve recuperação significativa de preços, tanto nas granjas paulistas quanto no atacado, com 12,8% e 15,0%. A recuperação esteve atrelada à redução da oferta de animais e o bom desempenho das exportações nos meses anteriores. 

Frango Vivo: Mercado mantém lentidão e cotações fecham com estabilidade nesta 4ª feira

Por Sandy Quintans

Os preços para o frango vivo registraram mais um dia de estabilidade nesta quarta-feira (21). Com a aproximação das comemorações de final de ano, o mercado tem registrado lentidão após as quedas registradas na semana anterior – que contrariou a tendência de valorização do período.

Em São Paulo, os preços ficaram estáveis em R$ 3,00 pelo quilo do vivo, assim como Minas Gerais que trabalha com cotação a R$ 3,30/kg. Para o analista da Safras & Mercado, Allan Maia, a tendência para o período é de estabilidade depois das quedas registradas. “O momento agora é de expectativa para ver se o preço consegue sustentação até o feriado de Natal”, disse.

Além disso, os embarques de carne de frango in natura vêm registrando ritmo lento, segundo dados divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) na segunda-feira. Até a terceira semana de dezembro, as exportações chegaram a 171,8 mil toneladas, com média diária de 14,3 mil toneladas.

Com esse volume diário, os embarques registram piora de 2,2% aos dados de novembro, enquanto que em relação ao mesmo período de 2015, queda de 13%. Em receita, a soma chega a US$ 261,5 milhões, sendo o valor por tonelada em US$ 1.522,3.

Tags:
Fonte: Notícias Agrícolas + Scot

0 comentário