Argentina: dependendo da área, plantio é atrasado por falta ou excesso de chuva

Publicado em 25/11/2016 16:05
95 exibições

As chuvas de outubro deixaram zonas na Argentina com índices hídricos acima dos 200mm. Essas áreas foram o norte de La Pampa, o sul de Córdoba, o noroeste de Buenos Aires, o norte de Santa Fe e o sul de Corrientes, o que provocou também inundações de grande intensidade em La Pampa, Córdoba e Buenos Aires.

Por outro lado, outras áreas receberam poucas chuvas e sofreram com a falta de água, como é o caso do sul e do norte de Buenos Aires, o sul de Entre Rios e o centro-sul de Santa Fe.

No desenrolar de novembro, as chuvas são inferiores à média em Buenos Aires, La Pampa e em uma grande proporção de Córdoba.

Estas condições de excessos e déficit de chuvas estão refletidas nos diversos mapas de umidade no solo que são publicados, de acordo com o jornal argentino La Nación.

Com isso, algumas anomalias negativas afetam a província de Buenos Aires e também o norte de Santiago del Estero e o leste de Salta. Outras zonas que também estão negativas, mas com menor importância, são o centro de Córdoba e de Santa Fe.

O fator "negativo" se dá pelos atrasos no plantio por falta de umidade ou então por inundações, o que ainda deve trazer algumas surpresas para as condições da safra argentina.

Com informações do La Nación

Por: Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário