Clima é o maior vilão da safra no Mato Grosso do Sul

Publicado em 01/02/2017 07:18
316 exibições

Na última semana, o Mato Grosso do Sul, quinto colocado na produção nacional de soja, começou oficialmente a colheita. Mas apenas nove cidades iniciaram os trabalhos, que devem ganhar ritmo nas próximas semanas. Por enquanto, o clima é de apreensão entre os produtores, principalmente por causa do tempo. Além das chuvas recentes, que não dão trégua há mais de uma semana, o agricultores ainda não sabem medir o impacto da estiagem prolongada, que durou 25 dias, ao longo do desenvolvimento da planta.

Segundo o proprietário da Terra Nostra Sementes e Fertilizantes, Cláudio Martelli, aproximadamente 25% dos 60 mil hectares de soja plantados em Bandeirantes foram afetados pela estiagem. “Para este ano a expectativa é melhor, mas ainda não há quase nada colhido. Ainda não se sabe o resultado das áreas prejudicadas pela estiagem, mas as áreas que plantaram em um período melhor devem superar em muito o rendimento do ano passado”, afirma. A produtividade média para o ciclo atual na região é estimada em 54 sacas (sc) por hectares (ha), quatro sacas a mais que na safra passada.

Leia a notícia na íntegra no site Gazeta do Povo.

Fonte: Gazeta do Povo

Nenhum comentário