Tempo: Sem chuvas, níveis de água no solo preocupam em áreas produtoras; chuvas retornam ao Sul a partir da próxima semana

Publicado em 26/04/2018 10:40 e atualizado em 26/04/2018 11:24
4671 exibições

LOGO nalogo

A maior parte do Sul do Brasil tem registrado baixos volumes de chuva pelo menos nos últimos 15 dias, com exceção da faixa Sul do Rio Grande do Sul que recebeu temporais recentemente. Essa condição de tempo aberto fez com que os níveis de água disponível no solo caíssem nos últimos dias na região e ascendem alerta dos produtores com a safrinha.

De acordo com mapas da Climatempo, os níveis de água no solo, dado em que é possível determinar a necessidade ou não de irrigação nas plantas, variam entre 30% e 60% na região Sul do país. Os maiores volumes estão no Rio Grande do Sul. Faz tempo que não chove na maior parte dos estados do Paraná e Santa Catarina.

Em menor intensidade, os níveis de água no solo também estão baixos em áreas do Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, conforme mostra o mapa abaixo.

Veja o mapa de água disponível no solo em todo o Brasil até o dia 25 de abril:

Mapa água disponível no solo em todo o Brasil até o dia 25 de abril  - Fonte: Climatempo

Fonte: Climatempo

Apesar de perdas ainda não serem registradas, produtores de áreas produtoras do milho segunda safra começam a ficar preocupados. A Climatempo informou ainda que outras áreas do país também estão com baixos níveis de água no solo. A faixa Centro-Sul do país, com algumas exceções, recebeu baixos volumes de chuva nos últimos dias.

"O grande problema, continua para os produtores de São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, no centro-sul de Minas Gerais e de Goiás, que ficam em estado de alerta, já que o tempo continua seco e não há previsão de chuva nos próximos dias. Os níveis de umidade do solo estão caindo drasticamente nos últimos dias, uma vez que as temperaturas estão se elevando gradativamente", noticiou.

Registro da seca no Paraná. Envio de Marcelo Castilho
Registro da seca no Paraná - Foto: Marcelo Castilho

A empresa meteorológica ressalta ainda que essas condições meteorológicas são desfavoráveis para as boas condições de desenvolvimento das lavouras. "Com isso muitas delas entram em um forte estresse hídrico nos próximos dias, comprometendo a produtividade e consequentemente a produção nacional do milho, O Paraná e o Mato Grosso do Sul são respectivamente o 2° e 3° maiores produtores de milho safrinha do Brasil".

Após atraso na colheita da soja, o plantio do milho foi realizado mais tarde neste ano no Paraná e acabou ficando mais suscetível as mudanças do tempo. "A situação do oeste paranaense é a que mais inspira cuidado. Com 40% do milho em fase reprodutiva, a região recebeu poucas chuvas nos últimos 20 dias e não tem volumes dignos de nota previstos para o restante do mês", informou recentemente a AgRural para a Reuters.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (27/04 a 29/04) para todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (27/04 a 29/04) para todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Apesar da preocupação, o tempo deve mudar nos próximos dias com o bloqueio atmosférico perdendo força e chuvas voltando ao Sul do país a partir da próxima semana. Segundo Morgana Almeida, chefe do centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, no início de maio haverá uma maior frequência de frentes frias no Sul, que poderão avançar até o Sudeste e parte da região Central nas previsões mais estendidas.

Por sua vez, a região Norte conta com uma concentração maior de chuvas neste momento. As chuvas chegam principalmente para Roraima em um período no qual ocorre o plantio de soja e no extremo norte do Amazonas. Já no Nordeste, cada porção da região possui um período chuvoso específico.

Veja mais:
» Bloqueio atmosférico perde força e chuvas voltam ao Sul do país a partir da próxima semana. Temperaturas também caem

Veja o mapa com precipitação acumulada nos últimos 15 dias em todo o Brasil:

Mapa com precipitação acumulada nos últimos 15 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Colheita da soja na Fazenda Agrícola Irmãos Tres em Santa Cecília do Sul (RS). Envio do Engenheiro Agrônomo Mauricio Tres
Colheita da soja na Fazenda Agrícola Irmãos Tres em Santa Cecília do Sul (RS). Envio do Engenheiro Agrônomo Mauricio Tres

Colheita de soja Bônus IPRO Em Cariri (TO). Envio do produtor Marco Aurélio Afonso Caetano
Colheita de soja Bônus IPRO Em Cariri (TO). Envio do produtor Marco Aurélio Afonso Caetano​

Final da colheita de soja em Ibiaçá (RS). Envio de Cesar Luis Copatti
Final da colheita de soja em Ibiaçá (RS). Envio de Cesar Luis Copatti​

Finalizando a colheita da soja na Fazenda Idalina em Jacutinga (RS), do proprietário Avelino Ricardo Menegaz
Finalizando a colheita da soja na Fazenda Idalina em Jacutinga (RS), do proprietário Avelino Ricardo Menegaz​

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário