Tempo: Chuva intensa chega ao RS e se espalha pela região Sul nesta 4ª, mas com maior força para litoral

Publicado em 02/05/2018 11:11
2489 exibições

LOGO nalogo

As chuvas retornaram para a região Sul do país nos últimos dias com a chegada de uma frente fria, mas ainda estavam restritos ao Sul do Rio Grande do Sul. A partir desta quarta-feira (02), no entanto, as precipitações começam a avançar para os outros estados da região e há risco de transtornos em áreas do litoral.

Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), chuvas intensas ainda atingem áreas do Rio Grande do Sul na divisa com o Uruguai em toda esta quarta. São esperadas chuva entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 Km/h). Mas é baixo o risco de danos na região.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (03/05 a 06/05) para todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (03/05 a 06/05) para todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Depois de um mês de abril marcado por baixos acumulados e muito calor no Sul do país, o cenário parece mais favorável. Além das chuvas intensas no Rio Grande do Sul, pancadas podem ocorrer sobre a maioria das áreas da região nesta quarta, mas a preocupação maior é com o litoral diante de possíveis transtornos, como transbordamentos de rios e alagamentos, segundo a Climatempo.

"A recente passagem de uma frente fria espalhou áreas de instabilidade sobre parte da Região e que se intensificam nesta quarta-feira, 2 de maio, no litoral norte de Santa Catarina, no Vale do Itajaí e no litoral do Paraná", noticiou a empresa meteorológica. Uma nova frente fria na sexta-feira (04) deve manter as instabilidades sobre a região.

Por outro lado, áreas centrais da região Sul ficarão sem chuvas pelo menos até a próxima semana, segundo mostra a mais nova rodada do modelo Cosmo do Inmet.

Veja o mapa das áreas com previsão de chuvas intensas nesta 4ª feira:

Mapa das áreas com previsão de chuvas intensas nesta 4ª feira - Fonte: Inmet,
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Campanha, Encosta Do Sudeste, Serra Do Sudeste, Depressão Central, Missões, Litoral Gaúcho

Morgana Almeida, chefe do centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, havia alertado em entrevista ao Notícias Agrícolas que o tempo no início de maio deveria ser mais favorável para regiões produtoras do Brasil, com uma maior frequência de frentes frias no Sul, que poderiam avançar até o Sudeste e parte da região Central.

Produtores de milho safrinha, principalmente do Paraná, já estavam preocupados com as condições climáticas adversas em pleno período de desenvolvimento do cereal. Mapas da Climatempo na semana passada mostravam que os níveis de água no solo, dado em que é possível determinar a necessidade ou não de irrigação, variavam entre 30% e 60% no Sul.

Leia mais:
» Milho: Com seca, preços no BR já acumulam de mais de 20% no ano

» Tempo: 2ª safra de milho já tem potencial reduzido com seca no PR e MS; chuvas devem voltar na primeira semana de maio

Veja o mapa com precipitação acumulada nos últimos 15 dias em todo o Brasil:

Mapa com precipitação acumulada nos últimos 15 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Milho safrinha sofrendo com a seca em Jataizinho (PR). Envio de Gustavo Munhoz
Milho safrinha sofrendo com a seca em Jataizinho (PR). Envio de Gustavo Munhoz

Finalizando a colheita da soja na Fazenda Emílio em Uruçuí (PI)
Finalizando a colheita da soja na Fazenda Emílio em Uruçuí (PI)

Colheita do feijão em Lavras (MG). Envio de Henrique Beluti
Colheita do feijão em Lavras (MG). Envio de Henrique Beluti​

Colheita Soja Safra 17/18 em Campos Novos (SC). Foto do Engenheiro Agrônomo Jean Paulo Almeida
Colheita Soja Safra 17/18 em Campos Novos (SC). Foto do Engenheiro Agrônomo Jean Paulo Almeida​

Colheita de arroz em São Rafael, São Vicente do Sul (RS). Envio de Milton Sergio
Colheita de arroz em São Rafael, São Vicente do Sul (RS). Envio de Milton Sergio​

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário