Tempo: Chuvas seguem no Centro-Oeste e MS tem alerta de chuvas intensas nesta 3ª feira

Publicado em 23/04/2019 11:28
510 exibições

Imagem de satélite de todo o Brasil nesta terça-feira (23) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta terça-feira (23) - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

A maior parte de Mato Grosso do Sul segue com previsão de chuvas nesta terça-feira (23), inclusive com alerta de perigo potencial, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Precipitações já ocorreram nos últimos dias sobre o estado e partes do Sul após preocupações com a safrinha.

"O estado de Mato Grosso do Sul está coberto por nuvens carregadas e a chuva cai generalizada desde ontem (21). Novos temporais ocorreram na manhã desta segunda-feira (22) e a chuva ainda pode ser volumosa ao longo do dia", destacou a Climatempo sobre a condição no estado de Mato Grosso do Sul.

Apesar de relatos pontuais em áreas do Paraná, a condição mais firme nos últimos dias prejudicou em parte o desenvolvimento da safrinha de milho no estado. Em áreas de Goiás, por outro lado, os relatos de produtores são de que o tempo nublado impactou o crescimento de espigas em alguns talhões.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (24/04 a 26/04) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (24/04 a 26/04) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Veja o mapa com a previsão de precipitação do GFS para os próximos 3 dias no Brasil:

 Mapa com a previsão de precipitação do GFS para os próximos 3 dias no Brasil - Fonte: Inmet Mapa com a previsão de precipitação do GFS para os próximos 3 dias no Brasil - Fonte: Inmet Mapa com a previsão de precipitação do GFS para os próximos 3 dias no Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

A consultoria ARC Mercosul destacou em relatório as chuvas dos últimos dias. "As regiões mais favorecidas foram: centro-norte do Tocantins, partes do oeste da Bahia, sul do Mato Grosso do Sul, nordeste de Goiás e o lado sul do Paraná, Santa Cantarina e norte do Rio Grande do Sul. A grande maioria das regiões regadas foram beneficiadas diante ao desenvolvimento do milho-safrinha", disse.

No estado de Mato Grosso do Sul, as chuvas têm ocorrido nos últimos dias, sem relatos de danos, e beneficiando a safrinha. Nesta terça-feira, mas chuvas devem seguir sobre a maior parte do estado e um novo alerta do Inmet foi emitido para praticamente todo o dia, com previsão de chuvas intensas.

"Chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 Km/h). Baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas", destacou o instituto meteorológico brasileiro em referência ao evento previsto para esta terça-feira. O aviso vale para até às 20h.

Veja o mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 3ª feira:

Mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 3ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Leste Sul-Mato-Grossense, Sul E Sudoeste Sul-Mato-Grossense, Pantanal Sul-Mato-Grossense, Centro Norte Sul-Mato-Grossense

Além das chuvas em áreas de Mato Grosso do Sul durante o dia, segundo a Climatempo, mais pancadas podem ocorrer durante o dia em áreas de Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal. "Algumas nuvens crescem por conta do aquecimento e da alta umidade do ar e há previsão de mais pancadas de chuva com raios...", disse a empresa meteorológica.

José Roberto Brucceli, diretor do Sindicato Rural de Rio Verde - GO, disse em entrevista ao Notícias Agrícolas que há preocupações pontuais com o crescimento de espigas de milho na região da entidade por conta do tempo nublado. As expectativas são de boa produtividade, na casa das 100 sacas por hectare. A colheita deve se iniciar em 15 junho.

Somente na quinta-feira (25) é que as condições de chuva diminuem sobre a região Centro-Oeste e a semana deve terminar bem mais seca, de acordo com a Climatempo, especialmente em áreas de Goiás e Distrito Federal. "As pancadas de chuva também serão mais pontuais entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul".

Veja o mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil:

Mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

O modelo Cosmo, com a precipitação acumulada para os próximos sete dias, aponta altos volumes sobre áreas da região Sul do Brasil no período, além de pontos isolados com acumulados expressivos em áreas mais Norte e Nordeste do país. Nesse período, uma condição mais seca é vista sobre quase todo o Brasil central e áreas do sertão.

O estado de Mato Grosso do Sul e partes do Sul do Brasil registraram altos acumulados de chuvas nas últimas 24 horas. Os cinco maiores acumulados em todo o país ontem (22) ocorreram em Miranda (MS): 73,0 mm, Natal (RN): 62,8 mm, Ponta Porã (MS): 54,2 mm, São Gabriel do Oeste (MS): 51,6 mm e Aral Moreira (MS): 50,8 mm.

Veja o mapa das áreas com precipitação acumulada nas últimas 24 horas:

Mapa das áreas com precipitação acumulada nas últimas 24 horas -  Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 23 até 01 de maio, as chuvas mais volumosas caem sobre áreas da faixa Centro-Norte do país e ficam irregulares na maior parte do país.

De 01 de maio até 09 de maio, as precipitações voltam a se concentrar sobre áreas mais ao extremo Norte da região Norte. Na maior parte do país, por outro lado, as chuvas seguem isoladas e irregulares. Os volumes ficam baixos sobre a maior parte do Brasil.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 23 de abril até 09 de maio:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 23 de abril até 09 de maio - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Chuvas em lavoura de feijão no estado do Piauí - Enviado por Dari Fronza
Chuvas em lavoura de feijão no estado do Piauí - Enviado por Dari Fronza

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações a página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário