Tempo: Frente fria avança com risco de chuva forte em áreas da Bahia; ZCIT segue sobre Nordeste

Publicado em 30/04/2019 10:47
968 exibições

Imagem de satélite de todo o Brasil nesta terça-feira (30) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta terça-feira (30) - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

Uma frente fria avança pela região Sudeste do Brasil e fica próxima ao Sul da Bahia nesta terça-feira (30), favorecendo chuvas fortes e até temporais, segundo a Climatempo. Além disso, a ZCIT (Zona da Convergência Intertropical) segue ativa no Nordeste e deve provocar precipitações em outros estados.

"No extremo sul da Bahia, a chuva pode começar já no período da manhã e há risco de chuva forte e volumosa. Municípios como Porto Seguro e Ilhéus ainda terão sol, mas há risco de chuva moderada à forte, com rajadas de vento", destacou a Climatempo.

Apesar de provocar chuvas fortes sobre a faixa Sul do estado baiano, a frente fria não vai conseguir provocar mudanças no tempo nas demais áreas da Bahia durante o dia, de acordo com a Climatempo. Afinal, uma massa de ar seco predomina no interior do estado.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (01/05 a 03/05) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (01/05 a 03/05) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

As chuvas na Bahia atrapalharam a conclusão dos trabalhos de colheita da soja nos últimos dias. Apesar de não causar danos, as precipitações na região de Luís Eduardo Magalhães (BA) atrasaram os trabalhos, mas a finalização deve ocorrer nos próximos dias.

Após as primeiras lavouras cultivadas terem sofrido com a falta de chuvas em dezembro, as demais cultivares responderam melhor e a produtividade esperada no município é de 54 sacas por hectare, de acordo com o presidente do Sindicato Rural de Luís Eduardo Magalhães/BA, Cícero José Teixeira.

Além da frente fria, que leva nuvens carregadas sobre a região Sul da Bahia, a Zona da Convergência Intertropical segue sobre outras áreas da região Nordeste nesta terça-feira. Segundo a Climatempo, há previsão de mais chuvas no litoral do Maranhão, Piauí e Ceará ao longo do dia.

"Maio ainda começa com a influência da ZCIT na costa norte do Nordeste, favorecendo a chuva esta semana. A frente fria se afasta e o sul da Bahia volta a ter chuva passageira na próxima quarta-feira (1). Há uma tendência do ar secar mais sobre grande parte do interior do Nordeste no final da semana. 

Veja o mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil:

Mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

"Podem ocorrer novos temporais, inclusive nas capitais São Luís (MA), Teresina (PI) e Fortaleza (CE). As outras áreas do Nordeste terão pancadas de chuva com raios mais rápidas, sem grandes alertas", destacou a empresa meteorológica sobre a condição no Nordeste.

O modelo Cosmo do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), com a precipitação acumulada para os próximos sete dias, aponta que chuvas moderadas devem ocorrer sobre o Nordeste e volumes mais altos, mas ainda esparsos poderão ser vistos sobre o Nordeste e partes do Centro-Oeste e Sul.

Enquanto o tempo segue instável sobre o Norte do país, a previsão para os próximos dias sobre áreas centrais e do Sul é tempo mais firme. Essa condição volta a preocupar os produtores de milho safrinha, uma vez que relatos de perdas já começaram a ser apontados por produtores, principalmente do Paraná.

Veja o mapa das áreas com precipitação acumulada nas últimas 24 horas:

Mapa das áreas com precipitação acumulada nas últimas 24 horas -  Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Nas últimas 24 horas, as precipitações mais volumosas em todo país ocorreram em áreas da região Norte, Nordeste, além de pontos do Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Os cinco maiores acumulados ocorreram em Boca do Acre (AM): 80,2 mm, Comodoro (MT): 56,2 mm, Brasnorte (MT): 48,8 mm, Ventania (PR): 47,2 mm e Tucurui (PA): 46,4 mm.

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 30 até 08 de maio, as chuvas mais volumosas caem sobre áreas da faixa Centro-Norte do país, mas voltam isoladamente em áreas centrais e do Sul.

De 08 de maio até 16 de maio, as precipitações mais volumosas voltam a se concentrar sobre áreas mais ao extremo Norte e também no Nordeste do país. Na maior parte do Brasil, as chuvas ocorrem de forma muito isolada, quando não, passam por uma condição de tempo mais seco, como em localidades centrais.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 30 de abril até 16 de maio:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 30 de abril até 16 de maio - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

» Clique e veja mais informações a página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário