Tempo: Mais um dia de tempestades no RS, PR e SC com chegada de nova frente fria ao Sul

Publicado em 10/05/2019 10:47 e atualizado em 10/05/2019 13:17
2158 exibições
Áreas dos três estados têm previsão de acumulados de até 100 mm, ventos e granizo

Imagem de satélite de todo o Brasil nesta sexta-feira (10) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta sexta-feira (10) - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

O destaque da meteorologia segue sobre a região Sul do Brasil. Nesta sexta-feira (10), áreas dos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina estão em alerta de tempestades durante todo o dia e elas podem ser fortes, chegando a acumulados de até 100 mm/dia.

A Climatempo destaca que uma frente fria se formou na região Sul, favorecendo precipitações já na quinta-feira (09). No entanto, a população deve ficar atenta para novas tempestades nesta sexta e no final de semana, com o avanço do sistema meteorológico.

"A semana termina com alerta para tempestades no Sul do Brasil por causa da passagem de uma grande e forte frente fria sobre a Região. Esta frente fria tem potencial para provocar muita chuva em áreas dos três estados", disse a Climatempo sobre a previsão para o Sul do país.

"Além de aumentar o risco de chuva forte e de ventania nos três estados da Região Sul, espera-se queda da temperatura", destaca a empresa meteorológica. Temperaturas mais baixas já têm sido registradas nos últimos dias na região e no Sudeste e agora devem cair mais.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (11/05 a 13/05) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (11/05 a 14/05) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Quase todo o Rio Grande do Sul segue em alerta de tempestade ao longo desta sexta-feira, com grau de severidade de perigo. Além disso, áreas do Centro-Oeste de Santa Catarina e Oeste e Sul do Paraná também devem receber fortes precipitações.

"Chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 Km/h), e queda de granizo. Risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos", destacou o instituto meteorológico brasileiro sobre a previsão de chuvas.

Veja o mapa das áreas com alerta de tempestade nesta 6ª feira:

Mapa das áreas com alerta de tempestade nesta 6ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Campanha, Encosta Do Sudeste, Serra Do Sudeste, Depressão Central, Encosta Inferior Do Nordeste, Encosta Superior Do Nordeste, Campos De Cima Da Serra, Planalto Médio, Missões, Alto Uruguai, Litoral Gaúcho

Veja o mapa das áreas com alerta de tempestade nesta 6ª feira:

Mapa das áreas com alerta de tempestade nesta 6ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Oeste Catarinense, Encosta Do Sudeste, Serra Do Sudeste, Depressão Central, Encosta Inferior Do Nordeste, Encosta Superior Do Nordeste, Campos De Cima Da Serra, Planalto Médio, Missões, Alto Uruguai, Central Paranaense, Norte Paranaense, Oeste Paranaense, Sudoeste Paranaense, Sul Paranaense, Litoral Gaúcho, Meio-Oeste Catarinense

Apesar das chuvas fortes, com aviso de chances de estragos em plantações nos três estados, a safra de soja e milho do Rio Grande do Sul não deve ter tanto impacto, já que quase a totalidade da safra do estado está colhida. A maior preocupação é com o feijão e hortifruti.

De acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado pela Emater/RS-Ascar nesta quinta-feira (09), apenas 3% da área cultivada de soja ainda resta ser colhida. No milho, ainda faltam cerca de 10% da área. Já o feijão 2ª safra ou safrinha foi colhido em 48% da área no estado gaúcho.

Veja o mapa de precipitação acumulada das últimas 24 horas:

Mapa de precipitação acumulada das últimas 24 horas - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Nas últimas 24 horas, o mapa de precipitação acumulada do Inmet mostra que chuvas volumosas já ocorreram em áreas dos três estados da região Sul, mas ainda muito ao Oeste. Dois dos três maiores acumulados no país ontem (09) estão no Sul. Dionísio Cerqueira (SC): 88,0 mm e Planalto (PR): 78,0 mm.

O retorno das chuvas ao Sul nos últimos dias, que agora terá continuidade, favoreceu áreas de milho safrinha do Paraná que chegaram a ficar dois meses sem precipitações volumosas. Na região de Maringá (PR), o desenvolvimento das lavouras foi prejudicado e a quebra chega a 20%.

Após chegar forte ao Rio Grande do Sul na quinta-feira, nos próximos dias, segundo o modelo Cosmo, as chuvas avançam sobre os outros estados da região Sul do país, podendo chegar até pontos do Mato Grosso do Sul e na divisa com São Paulo. As chuvas podem ser fortes, principalmente no final de semana.

Nos próximos sete dias, o modelo de precipitação acumulada mostra que a região Sul receberá acumulados que podem chegar a até 150 mm. O Norte também terá altos volumes sobre quase todos os estados. Na maior parte do Nordeste, incluindo o sertão nordestino, as precipitações ficarão escassas. Baixos volumes também são esperados em áreas centrais e do Sudeste.

Veja o mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil:

Mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Ainda de acordo com o Inmet, também há alerta, mas de acumulado de chuva em áreas do Amapá, Amazonas, Bahia e Sergipe.

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 10 até 18 de maio, as chuvas mais volumosas caem sobre áreas da faixa Norte do país, mas voltam ao Sul e pontos centrais.

De 18 de maio até 26 de maio, as precipitações mais volumosas voltam a se concentrar sobre áreas mais aos extremos Norte e Sul do país. Na maior parte do Brasil, as chuvas ocorrem de forma muito isolada, quando não, passam por uma condição de tempo mais seco.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 10 de maio até 26 de maio:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 10 de maio até 26 de maio - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Café em fase adiantada de maturação em São Pedro da União (MG). Enviada por Fernando Barbosa
Café em fase adiantada de maturação em São Pedro da União (MG). Enviada por Fernando Barbosa

Tour técnico I.RIEDI filial em Pérola Independente Maripa (PR). Envio de Marcos Porto
Tour técnico I.RIEDI filial em Pérola Independente Maripa (PR). Envio de Marcos Porto

Experimento com Trigo Fazenda Takahashi em Balsas (MA). Envio de Julio Takahashi
Experimento com Trigo Fazenda Takahashi em Balsas (MA). Envio de Julio Takahashi

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações a página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário