Tempo: Seca toma o BR central até 1ª quinzena de junho, enquanto Sul tem maio com chuvas acima da média

Publicado em 31/05/2019 10:56
1060 exibições

Imagem de satélite de todo o Brasil nesta sexta-feira (31) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta sexta-feira (31) - Fonte: Inmet

A maior parte da região central do Brasil terá uma condição de seca pelo menos até a primeira quinzena de junho, segundo apontam os principais modelos meteorológicos estendidos. No Sul, no entanto, as precipitações continuam fortes e maio termina com acumulados recordes.

Nos próximos sete dias, de acordo com o modelo de precipitação acumulada do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as chuvas devem seguir mais concentradas nas extremidades do país, com altos acumulados sobre o Sul e Norte. A maior parte da faixa central terá tempo firme.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para os próximos sete dias:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para os próximos sete dias - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

O modelo do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), mais estendido, prevê que no período de 31 de maio até 08 de junho, as chuvas mais volumosas ainda ocorrem sobre áreas do Norte e pontos do Sul e Sudeste do país.

De 08 de junho até 16 de junho, as precipitações mais volumosas voltam a se concentrar sobre áreas ao extremo Norte e cessam na maior parte do Brasil central. No Sul e Sudeste, as precipitações também ocorrem, mas em baixos volumes e de forma bastante isolada.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 31 de maio 16 de junho:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 31 de maio 16 de junho - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

O mapa de precipitação acumulada do Inmet mostra que nos últimos 15 dias as chuvas têm sido bastante escassas sobre a maior parte da região central do Brasil. Quando ocorreram, foi de forma bastante irregular. Os maiores acumulados de chuva ocorreram mesmo nas extremidades Norte e Sul do país.

Apesar dos baixos volumes de chuva em áreas mais centrais do país, a normal climatológica do Inmet aponta que neste período do ano as chuvas diminuem mesmo sobre áreas centrais do país e se concentram em outros pontos. No entanto, maio termina com recordes no Sul.

Veja o mapa de precipitação acumulada dos últimos 15 dias em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada dos últimos 15 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Veja a normal climatológica do Brasil (1961-1990) para o mês de maio:

Normal climatológica de preicpitação do Brasil (1961-1990) para o mês de maio - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

De acordo com levantamento da Climatempo, as chuvas têm sido volumosas sobre a maior parte da região Sul do Brasil nos últimos dias. "Em Porto Alegre, em 30 dias, choveu 221,9 mm, fazendo de maio de 2019 o mais chuvoso em 35 anos, desde 1984, quando choveu 268,6 mm", disse a empresa meteorologia.

Ainda de acordo com a Climatempo, em Curitiba, capital do Paraná, o mês de maio de 2019 está sendo o mais chuvoso em 12 anos. O Inmet registrou 179,9 mm em 30 dias, 59% acima da média para o mês. Desde 2007, quando choveu 196,9 mm, não chovia tanto em Curitiba em um mês de maio. A média de chuva em SC e PR para o mês varia entre 125 e 175 mm.

A previsão do tempo aponta que esta sexta-feira ainda será de chuvas sobre a região Sul do Brasil com fortes instabilidades associadas a uma frente fria, os estados de Santa Catarina e Paraná, que já estão debaixo de chuva nas últimas 48 horas devem ser os mais atingidos. No final de semana, uma nova frente chega na região.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (01/06 a 03/06) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (01/06 a 03/06) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

O Inmet emitiu para esta sexta alertas de perigo com chuvas na divisa dos estados de Santa Catarina e Paraná. "Chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 Km/h). Risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas", informou.

Veja o mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 6ª feira:

Mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 6ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Planalto Norte Catarinense, Metropolitana De Curitiba, Oeste Catarinense, Vale Do Itajai, Central Paranaense, Litoral Paranaense, Norte Paranaense, Oeste Paranaense, Sudoeste Paranaense, Sul Paranaense, Meio-Oeste Catarinense, Litoral Norte Catarinense

Veja o mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 6ª feira:

Mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 6ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Metropolitana De Curitiba, Central Paranaense, Litoral Paranaense, Norte Paranaense, Oeste Paranaense

As chuvas recentes sobre a região e agora a confirmação da continuidade delas deve atrapalhar ainda mais os trabalhos de colheita do milho safrinha no Sul e a colheita do café no Sudeste. Em Campo Mourão (PR), por exemplo, chove desde o final de semana e a colheita do cereal está paralisada.

O Deral (Departamento de Economia Rural do Paraná) reportou na terça-feira (28) que a colheita do milho safrinha no estado estava em 5%, com 84% da safra em boa condição, 13% em média e 3% ruim. A colheita do café paranaense está em 35% e a de soja foi encerrada.

O mapa de precipitação acumulada das últimas 24 horas mostra que altos volumes de chuva já foram registrados sobre a região Sul. Os cinco maiores acumulados no país ontem (30) ocorreram em Santarém (PA): 74,2 mm, Erechim (RS): 64,4 mm, Campos Novos (SC): 54,6 mm, Xanxerê (SC): 50,6 mm e Fortaleza (CE): 47,4 mm.

Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro
Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro

Milho Safrinha 2019. Cascavel (PR).Envio do Eng. Agrônomo Fernando J. Silva
Milho Safrinha 2019. Cascavel (PR).Envio do Eng. Agrônomo Fernando J. Silva

Dia de campo, realização Via Fértil em Campos de Júlio (MT). Envio de Maycon Coratto.
Dia de campo, realização Via Fértil em Campos de Júlio (MT). Envio de Maycon Coratto.

Semeadura do trigo Produtor: Álvaro Rodrigues em Derrubadas (RS). Envio Engenheiro Agrônomo Cristiano Steffens
Semeadura do trigo Produtor: Álvaro Rodrigues em Derrubadas (RS). Envio Engenheiro Agrônomo Cristiano Steffens

Por do sol em Pedro Afonso (TO). Envio de Eduardo Vieira Gonçalves
Por do sol em Pedro Afonso (TO). Envio de Eduardo Vieira Gonçalves

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário