Tempo: Início da 2ª quinzena de outubro terá menos chuvas no BR central e altos volumes no Sul e Sudeste

Publicado em 07/10/2019 10:48 e atualizado em 10/10/2019 10:30
6474 exibições
Veja o mapa de onde choveu nas últimas 24 horas em todo o Brasil; altos acumulados no Sul do país

Imagem de satélite nesta segunda-feira (07) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Imagem de satélite nesta segunda-feira (07) em todo o Brasil - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

O início da segunda quinzena do mês de outubro deve apresentar uma mudança na situação das chuvas em áreas centrais do país, onde pontos produtores devem voltar a ter menores volumes no período, segundo o centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês).

O mapa de precipitação acumulada do centro de previsão do NOAA mostra que, no período de 07 até 15 de outubro, as chuvas seguirão sobre a maior parte do país com volumes de baixa a moderada intensidade. Os maiores acumulados ocorrem em áreas das regiões Norte, Sudeste e Sul.

A mudança ocorre mesmo a partir do dia 15 e vai até 23 de outubro. O mapa do centro de meteorologia ligado ao NOAA mostra que as chuvas reduzem bastante no Nordeste e em pontos do Centro-Oeste. Enquanto isso, em áreas da região Norte, pontos do Sudeste e Sul, os volumes ficam altos a moderados.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 07 de outubro até 23 de outubro:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 07 de outubro até 23 de outubro - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

O mapa de água no solo em centímetros, do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, aponta que melhorou nos últimos dias a condição em áreas da região Sul, com água no solo entre 55 e mais de 75 centímetros. Enquanto isso, na maior parte do país, os volumes estão próximos dos 50 centímetros.

Veja o mapa de umidade no solo por centímetros no Brasil:

Mapa de umidade no solo por centímetros no Brasil - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Francisco de Assis Diniz, chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), destacou em entrevista ao Notícias Agrícolas que um bloqueio atmosférico deve acontecer nos próximos dias sobre áreas da região central, impedindo o avanço das chuvas.

"Os ventos impedem o deslocamento do sistema mais ao norte, o que tem evitado boa distribuição da chuva e causado as condições de chuvas irregulares", disse o meteorologista.

Veja mais:
» Região Central do país deve passar por mais um período seco a partir do dia 10/10

Nos primeiros dias desta semana, as chuvas começam isoladas sobre áreas da região Sul do país, segundo aponta o modelo Cosmo do Inmet. Enquanto isso, as precipitações seguem também muito isolados sobre pontos da região central e localidades da região Norte, em altos volumes.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (08/10 a 10/10) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (08/10 a 10/10) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

"A segunda semana de outubro começa com diminuição de nebulosidade e temperaturas amenas na Região Sul, mas a tendência é de que o ar fique cada vez mais quente e seco até ao final desta semana", destaca a Climatempo após apontar que os últimos dias foram de pancadas de chuva e ventos fortes sobre o Sul.

A empresa meteorológica destaca que a maioria das áreas do Paraná e Santa Catarina terão nebulosidade, mas períodos de sol. "A partir da terça-feira, 8 de outubro, uma massa de ar seco vai ganhando força sobre a Região Sul do Brasil. A nebulosidade e as condições para a chuva diminuem cada vez mais", diz a Climatempo.

O mapa de precipitação acumulada do Inmet, das últimas 24 horas, mostra que altos acumulados foram registrados sobre quase toda a região Sul do país, mas pontos de do Centro-Oeste e Norte também tiveram altos acumulados no período, inclusive áreas produtoras.

Veja o mapa de precipitação acumulada das últimas 24 horas em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada das últimas 24 horas em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Nas últimas 24 horas, em todo o Brasil, as cinco cidades com maiores acumulados no período, segundo dados do Inmet, foram Pium (TO): 78,4 mm, Cotriguaçú (MT): 58 mm, Cuiabá (MT): 57 mm, São Vicente (MT): 48,2 mm e Bom Jardim da Serra (SC): 46,4 mm.

Foto na região Caarapó (MS). Envio do Produtor Guedin
Foto na região Caarapó (MS). Envio do Produtor Guedin

Foto na região Caarapó (MS). Envio do Produtor Guedin
Foto na região Caarapó (MS). Envio do Produtor Guedin

Foto na região de Corpus Christi - Paraguay. Envio do engenheiro agrônomo Tiago Augusto Mendonça.
Foto na região de Corpus Christi - Paraguay. Envio do engenheiro agrônomo Tiago Augusto Mendonça.

Foto em São João da Urtiga(RS). Envio de Túlio Golembiewski.
Foto em São João da Urtiga(RS). Envio de Túlio Golembiewski.

Clique e envie sua foto ou vídeo e apareça aqui no Notícias Agrícolas! Fale com a gente através do WhatsApp (19) 99767-0241, direct no Instagram @noticiasagricolas e @jornalistadotempo ou use as hashtags #jornalistadotempo ou #imangensdodia

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião | Instagram @jornalistadotempo
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário