HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Balanço hídrico: Sul do país teve excesso de chuvas; estados do Matopiba têm déficit

Publicado em 14/11/2019 15:00 e atualizado em 15/11/2019 18:48
2065 exibições

LOGO nalogo

Acompanhe as últimas informações do Realidades da Safra 

Três estados, dos quatro que compõem a região do Matopiba, ficaram com défict hídrico no mês de outubro. Dados divulgados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), indicam que as regiões registraram baixos níveis de armazenamento hídrico no solo, com valores inferiores a 15%, acarretando quantidade insuficiente de umidade no solo para a prática de semeadura. 

Segundo os mapas do Inmet, no Maranhão os registros ficaram entre 10 e 30 mm de precipitação. No Piauí, 20 a 30 mm. No caso da Bahia, o balanço registrou números entre 20 e 30 mm na maior parte do estado, e a região leste teve um volume maior de precipitação, com chuvas entre 70 e 90 mm. 

O estado do Tocantins foi o que recebeu volumes mais significativos de chuvas. De acordo com o Inmet, foram registrados volumes de até 130 mm de precipitação. As demais áreas da região Nordeste receberam chuvas inferiores a 40 mm. 

Veja o mapa precipitação acumulada em outubro de 2019 em todo o Brasil: 

Precipitação acumulada em outubro de 2019
Fonte: Inmet

Veja o mapa de armazenamento hídrico no solo em outubro de 2019 em todo Brasil: 

Armazenamento hídrico no solo em outubro de 2019
Fonte: Inmet 

Outras regiões

De acordo com o Inmet, nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e centro-norte do Paraná, a irregularidade das precipitações foi amenizada pelas chuvas significativas das últimas semanas. "Consequentemente, a situação do plantio da soja, que seguia em ritmo lento em algumas áreas produtoras do País, agora retoma a situação de normalidade", afirma o Instituto. 

O Inmet confirmou os destaques do Notícias Agrícolas que, em consequência na irregularidades de chuvas no início do mês, produtores do noroeste do Paraná e sudoeste do Mato Grosso do Sul precisaram fazer o replantio da soja. "Isto preocupa os produtores, pois existe a possibilidade de diminuição da janela ideal para o plantio da segunda safra", diz o relatório. 

Também destou o excesso de umidade do solo no Rio Grande do Sul, onde foram registrados cerca de 300 milímetros de precipitação e que pode prejudicar a qualidade do trigo, bem como atrasar o plantio do arroz na região da fronteira oeste.

Veja também:

>>>  Oeste da Bahia e Piauí devem receber chuvas generalizadas apenas no dia 20

>>> Fenômeno que não atuava há 17 anos deve diminuir chances de veranicos

>>> Região do Matopiba continuará enfrentando irregularidades de chuvas até início de dezembro

 

Por: Virgínia Alves
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário