Temperaturas sobem ainda mais no RS nas próximas 48 horas e previsão não indica chuvas

Publicado em 12/03/2020 09:19
10644 exibições

LOGO nalogo

Além de enfrentar problemas com a falta de água, produtores do Rio Grande do Sul sofrem com as altas temperaturas nas lavouras e, segundo as previsões, a tendêcia para os próximos dias é de aumento em todo o estado. A produção da soja 2020/2021 já tem perdas consolidadas no estado devido às condições climáticas. 

De acordo com a Climatempo, as temperaturas aumentam devido ao ar seco e quente que ganha mais força no sul do Brasil nas próximas 48 horas. " A queda da umidade vai afastar ainda mais a chance de chuva", destaca a Climatempo. As temperaturas tendem a ficar mais altas ao longo dia. 

O modelo Cosmo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) não indica chuvas para o sul do país por, pelo menos, mais três dias. As previsões indicam ainda que chuvas generalizadas e volumosas devem acontecer apenas a partir do dia 20, com a formação de novos sistemas. 

Os modelos de temperaturas apontam máxima prevista entre 38 e 40 graus no Rio Grande do Sul, sobretudo para o oeste do estado onde devem ser registrados as temperaturas mais elevadas. "A sensação de calor é maior e consequentemente a evaporação será maior também prejudicando ainda mais as áreas agrícolas que sofrem com a estiagem", afirma a Climatempo. : 

Veja o mapa de previsão de temperatura para o sul do país nas próximas 48 horas: 

Temperaturas sul - Inmet - 12/03
Fonte: Inmet 
 

Outras regiões

Nas demais regiões do país, as previsões seguem indicando chuvas para o Matopiba durante esta quinta-feira. 

O modelo Cosmo indica volumes entre 20 e 40 milímetros para o Tocantins e deve chover em todo o estado. As mesmas condições são esperadas para o Maranhão. Também chove no Piauí e oeste da Bahia, porém em volumes mais baixos. 

Há ainda previsão de chuvas para o norte do Mato Grosso, podendo ser registradas até 20 mm de precipitação. Produtores desta região já estão em fase final de colheita da soja. A tendência é que a partir de sábado (14), os volumes fiquem mais baixos em todo o Centro-Oeste e Matopiba. 

Veja o mapa de previsão de precipitação para as próximas 93 horas em todo o Brasil: 

93 horas - Inmet
Fonte: Inmet
 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário