Extremos: Frio intenso quebra ao menos 10% do trigo no RS; Centro-Oeste tem 90 dias de seca

Publicado em 21/08/2020 11:07 e atualizado em 21/08/2020 11:54 3430 exibições

LOGO nalogo

A massa de ar frio que atingiu o sul do país, conforme era previsto, derrubou as temperaturas em todo o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, com registro de neve nos dois estados. As previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indicam que o frio intenso deve continuar nos próximos dias, o que leva ainda mais preocupação para a produção de trigo do Rio Grande do Sul. Segundo Marcelo de Baco, o frio forte também atingiu as áreas de produção e já é esperado uma quebra de 10% na produção do estado. 

"Nós estamos com muito trigo na fase reprodutiva e o frio é mais crítico nesta fase porque esse trigo pode não conseguir formar o grão. Foi muito forte e seguramente te falo em perda de pelo menos 10%", afirma Marcelo. O produtor destaca ainda que as perdas estão sendo contabilizadas e podem aumentar com o frio do final de semana. 

O Inmet confirma previsão de geadas fortes para todas regiões do Rio Grande do Sul na próxima madrugada e para o amanhecer de domingo (23). "Isso traz muita preocupação porque uma nova geada agora pode aumentar os danos. Ainda temos o risco de perder a qualidade e ter um aumento expressivo de doenças", afirma. Também foram registrados pontos de geadas fortes em lavouras de milho. 

Veja fotos registradas na manhã desta sexta-feira (21) no RS: 

Geadas no Sul - 2108Geadas no Sul - 2108Geadas no Sul - 2108Geadas no Sul - 2108Geadas no sul - 2108Geadas no sul - 2108
Fotos: Geadas no Rio Grande do Sul danificam produção do trigo
Fotos: Marcelo de Baco

As temperaturas mais críticas, segundo Marcelo, foram registradas entre São Borja e Cruz Alta, onde as mínimas ficaram entre -3 e -4.5 graus. "No sábado, dia 22, nós podemos ter geada em todo o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, além do sul do Mato Grosso do Sul, sul de São Paulo e sul de Minas Gerais", afirma a meteorologista Andrea Ramos, do Inmert. Ainda de acordo com a meteorologista, as geadas mais intensas continuam previstas para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 

O modelo de previsão de temperatura do Inmet indica que as máximas não devem ultrapassar os 8 graus em todo o Rio Grande do Sul nas próximas 24 horas. Em Santa Catarina e no Paraná, a tendência é de temperatura ainda mais baixa, sem ultrapassar a casa dos 6 graus.

Os modelos mostram ainda o frio chegando com mais intensidade no Centro-Sul do Brasil. O modelo indica que no sul do Mato Grosso do Sul, as temperaturas tendem a ficar entre 6 e 10 graus. Já em São Paulo, as máximas não devem ultrapassar os 14 graus.  

Veja o mapa de previsão de temperatura para as próximas 93 horas: 

Temperatura 2108
Fonte: Inmet 

 

90 dias sem chuvas no Brasil Central

Enquanto a semana foi marcada por volumes expressivos de chuvas no sul do Brasil, as condições de seca continuam críticas no Brasil Central.  Segundo dados coletados nas estações meteorológicas do Inmet, há mais de 90 dias não chove em toda a região, condição que é característica do Inverno, mas que facilita a formação de incêndio nas lavouras.

>>> Colheita do milho se encerrou em Rio Verde/GO e preocupação agora é para alto risco de incêndios​

O mapa de precipitação acumulada mostra  que nos últimos 90 dias as chuvas ficaram entre 300 e 500 mm na parte sul do Brasil, com destaque para o Centro-Norte do Rio Grande do Sul que recebeu os maiores volumes. Andrea destaca que o avanço do sistema frio vai derrubar as temperaturas também no Centro-Oeste, minimizar as condições de umidade relativa do ar, mas sem chances de chuvas para os próximos dias. "A tendência é que depois da passagem desse sistema, a gente volte a observar temperaturas elevadas como na última semana", afirma. 

>>> Frio no Centro-Oeste: Nelore e animais novos tendem a sofrer mais com o declínio nas temperaturas

Falando em chuvas, o modelo Cosmo do Inmet aponta condição de chuvas para o Paraná, Mato Grosso do Sul e com volumes mais expressivos no sul do Rio de Janeiro nas próximas 24 horas. A tendência é que o sistema avance para São Paulo e para o sul de Minas Gerais, com previsão de precipitação entre 20 e 30 mm durante o fim de semana. 

Veja o mapa de previsão de precipitação para as próximas 93 horas: 

93 horas - Inmet - 2108
Fonte: Inmet 

 


 

 

 

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário