Inmet: Bloqueio atmosférico começa perder intensidade e chuva pode chegar no PR e no Sudeste

Publicado em 17/09/2020 09:41 e atualizado em 17/09/2020 15:19 9121 exibições
Tendência é da chegada das chuvas para áreas do Sudeste a partir do domingo, dia 20

LOGO nalogo

As previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indicam que o forte bloqueio atmosférico, que impede o avanço das chuvas para boa parte do país, começa a perder força e as condições de chuvas poderão avançar, ainda de maneira pontual, para o Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo nos próximos dias. Para o Centro-Oeste as condições de tempo seco, baixa umidade relativa do ar e altas temperaturas, continuarão nos próximos dias.

Chove na região sul do país desde a manhã de quarta-feira (16) e estragos foram registrados no Noroeste do Rio Grande do Sul, as estações meteorológicas do Inmet registraram precipitação de 84.4 mm até a manhã desta quinta-feira (17) na cidade de Santiago. Segundo Andrea Ramos, meteorologista do Inmet, a frente já chegou em Santa Catarina e em áreas do Paraná. 

>>> Forte temporal atinge Noroeste do RS: Prejuízos no trigo, aveia e gado de leite estão sendo contabilizados

"Hoje pela manhã as chuvas estão evoluindo em Santa Catarina e todas as estações convencionais do Inmet estão registrando chuvas no estado e durante a madrugada algumas chuvas já foram registradas também no Paraná", comenta a meteorologista. Na cidade de Dois Vizinhos/PR os acumulados chegaram a 17.8 mm durante a madrugada, ainda de acordo com Andrea, as cidades de Planalto e General Carneiro também já registram chuvas. 

O produtor de soja do Paraná tem autorização para o plantio de soja desde o último dia 10 de setembro, mas que ainda não começou devido a falta de umidade do solo em todo estado. O produtor aguarda pela retomada das chuvas para garantir a boa condição do solo e também chuvas para garantir o bom desenvolvimento do grão. 

Andrea destaca que após essa frente fria, um novo sistema ainda em formação no Paraguai pode ter força para atingir todo o Paraná, garantindo maiores volumes para o estado. "Esse sistema tende a ser mais expressivo, se manter a circulação dos ventos como estamos vendo hoje, com certeza teremos mais volumes", afirma. 

Veja o mapa de previsão para as próximas 93 horas: 

93 horas - Inmet 1609
Fonte: Inmet 

 

Para o Sudeste, o modelo Cosmo do Inmet sinaliza para volta das chuvas de forma mais expressiva a partir do dia 20, no próximo domingo. Segundo o modelo, há condição de chuva para quase todo o estado, mas os volumes mais expressivos devem ser registrados no leste do estado, com precipitação entre 20 e 30 milímetros de precipitação.

O modelo mostra ainda que a chuva poderá chegar até áreas do sul de Minas Gerais, levando também alívio ao produtor de café da região. O Inmet prevê ainda chuva para todo o estado do Rio de Janeiro.  Para esta quinta-feira (17), a Climatempo destaca que o Mato Grosso do Sul pode receber o avanço de algumas nuvens. "Algumas nuvens de chuva devem se formar no sul de Mato Grosso do Sul e também pelo litoral de São Paulo", comentou. 

Previsão estendida para todo o Brasil 

Os modelos de previsão estendida da Administração Oceânica e Atmosférica (NOAA), assim como o Cosmo, também já sinaliza o retorno gradual das chuvas para as demais áreas do país. Para o período entre 17 e 25 de setembro, o Centro-Oeste pode receber chuvas pontuais, ainda com volumes baixos. Neste período, os volumes mais expressivos devem ser registrados no Sudeste do Brasil, com volumes entre 60 e 70 mm. 

Já para o período entre 25 de Setembro e 3 de Outubro, as condições apresentadas no modelo são ainda mais positivas para o Paraná. Segundo o NOAA, os volumes podem chegar a 100 mm em algumas áreas do estado. O modelo também indica chuvas mais volumosas para Santa Catarina. 

O modelo também já sinaliza a formação de um novo corredor de umidade na região da Amazonas, que segundo meteorologistas, deve descer para o Brasil Central e aliviar as condições de seca em toda a região. 

Veja o mapa de previsão estendida para todo o Brasil: 

NOAA - 1709
Fonte: Inmet 

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário