Epamig de Três Pontas recebe estação meteorológica para auxiliar pesquisas no Sul de Minas

Publicado em 25/09/2020 10:32 89 exibições

Monitorar o clima é uma estratégia importante para as lavouras e pode ser um fator decisivo para o sucesso do produtor rural. Com foco na agricultura de precisão, a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), em parceria com a Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Varginha (Minasul), instalou no Campo Experimental de Três Pontas (MG) uma estação meteorológica para fornecer informações em tempo real das condições climáticas da microrregião.

A estação conta com sensores de temperatura, umidade, velocidade do vento e pluviometria. Segundo a assessora técnica da Epamig, Vanessa Figueiredo, várias pesquisas serão beneficiadas com a tecnologia, sobretudo as pesquisas com café, tradicionais na região.

"Com os dados obtidos por meio da estação meteorológica, será possível contabilizar com mais precisão os dias sem chuva e os impactos que isso causa nas lavouras. Vamos obter dados hídricos, os níveis de estresse dos solos e os índices de radiação para avaliar atividades fotossintéticas das plantas. Além disso, vamos poder acompanhar os índices de vegetação e explorar de maneira mais contundente questões como pragas e doenças das culturas", afirma Vanessa.

A coleta de dados por meio das estações não vai beneficiar apenas as pesquisas da Epamig em Três Pontas. A parceria da empresa de pesquisa mineira com a Minasul faz parte de um projeto mais amplo de disponibilizar dados automatizados em tempo real para auxiliar produtores rurais em suas tomadas de decisões. No total, a Rede de Monitoramento vai contar com 45 estações em municípios do Sul de Minas e em outros locais estratégicos da região.

O objetivo da Rede é funcionar 24 horas por dia e enviar as informações para uma unidade central. A partir daí, essas informações serão disponibilizadas para produtores, órgãos públicos de pesquisa, como a Epamig, e demais entidades de apoio à cafeicultura.

Segundo o engenheiro de automação, Eduardo Tempesta, se utilizados de maneira correta, os dados obtidos nas estações poderão auxiliar etapas que vão desde o plantio até a colheita e o armazenamento dos produtos. Eduardo, que atuou na validação técnica dos equipamentos, defende que informações mais regionalizadas e em tempo real são mais eficientes.

"O clima é um fator de suma importância no planejamento e na realização das atividades agrícolas. Atualmente, as ferramentas climáticas disponibilizadas pela internet apresentam informações de áreas extensas que, na maioria das vezes, não condizem com a realidade das propriedades", destaca o engenheiro.

Informações preciosas para definir ações

As espécies vegetais e as cultivares desenvolvidas nas pesquisas da Epamig estão diretamente relacionadas às condições climáticas de cada região do estado. Por esse motivo, outras estações meteorológicas estão instaladas em diferentes Campos Experimentais da empresa. A Epamig conta com equipamentos nos municípios de Jaíba, Lambari, Nova Porteirinha, Machado, Maria da Fé, Patos de Minas, Patrocínio e São Sebastião do Paraíso.

Segundo o pesquisador da Epamig, Pedro Moura, as estações meteorológicas coletam e fornecem diversas informações que permitem entender os ambientes, onde as pesquisas são realizadas. Pedro, que desenvolve pesquisas com azeitonas, entende que é fundamental correlacionar os dados agronômicos com as variáveis ambientais a fim de entender o comportamento das oliveiras.

"Sabemos que uma mesma planta pode apresentar resposta diferente no seu desenvolvimento de acordo com as características da região onde ela se encontra. Assim, os dados coletados pela estação meteorológica podem ser correlacionados, por exemplo, com dados de produção, produtividade e fenologia. Tudo isso nos auxilia a tomar decisões, como qual cultivar indicar para um determinado local, qual a melhor época de plantio ou colheita, qual o momento ideal para irrigação e controle de pragas e doenças", afirma Pedro.

A Epamig é uma empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa). Parte das estações meteorológicas já instaladas nos Campos da empresa são frutos de parcerias com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Fonte:
Sec. de Agricultura de MG

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário