HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Inmet: Frente fria avança para Santa Catarina e Paraná nesta 4ª; Instabilidade persiste no Brasil Central

Publicado em 13/01/2021 10:44 e atualizado em 13/01/2021 14:48 2721 exibições
Chuvas também estão previstas para áreas do Matopiba nos próximos dias

LOGO nalogo

Conforme já indicavam as previsões, a frente passou rápido pelo Rio Grande do Sul, mas favoreceu as chuvas no estado nas últimas 24 horas. De acordo com dados coletados nas estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o acumulado no Rio Grande do Sul ficou entre 20 e 30 mm, sendo os maiores volumes registrados na parte mais baixa do estado. O extremo oeste teve acumulados entre 40 e 50 mm. 

O mapa mostra que também choveu em todo o Brasil Central. De acordo com o Inmet, no Sudeste, os maiores volumes foram registrados em Minas Gerais, com acumulados entre 80 e 100 mm no sul mineiro. No Centro-Oeste, choveu no Mato Grosso e em Goiás, com precipitação entre 20 e 30 mm. As chuvas também começaram a chegar no Matopiba, com acumulados entre 20 e 30 mm registrados no Tocantins, oeste da Bahia e áreas do Piauí. 

Veja o mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas: 

24 horas - Inmet - 1301
Fonte: Inmet 

 

De acordo com Andrea Ramos, meteorologista do Inmet, a frente já começou a deslocar para o oceano, mas deve influenciar as áreas de instabilidade com chuvas no leste dos dois estados nas próximas horas. "Passou muito rápido pelo Rio Grande do Sul e hoje ela tende a ficar apenas no extremo norte do estado, avançando para Santa Catarina e Paraná. Conforme vai subindo, vai provocando rajadas de vento e temporal em toda área", afirma a especialista. 

O avanço do sistema também vai favorecer a permanência da instabilidade na região Sudeste do Brasil. Falando em volumes, o modelo Cosmo sinaliza para chuvas entre 20 e 30 mm em áreas de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Ainda assim, parte de Minas Gerais e Espírito Santo devem permanecer com tempo estável. 

Já no Centro-Oeste, Andrea destaca que um sistema chamado por especialistas de "alta da Bolívia", vai aumentar as chances de chuvas em toda área. Entre a madrugada e manhã desta quarta (13), o município de Corumbá - na divisa do estado, já registrava acumulado de 131.4 mm. A previsão mantém condição de chuvas em todo estado nas próximas 24 horas, com acumulados entre 20 e 30 mm. 

O modelo também mantém a instabilidade para Mato Grosso e Goiás. Segundo a meteorologista, toda região deve ter um dia típico de verão, com aquecimento diurno e pancadas de chuva no fim do dia. 

Para o Matopiba, Andrea destaca que um vórtice que estava em atuação sobre o Nordeste nos últimos dias vai começar a perder força, dando espaço para avanço de nuvens mais carregadas a partir desta quarta-feira em toda área. Segundo o Cosmo, o sul do Tocantins pode ter chuvas de até 30 mm. As mesmas condições são esperadas para o Maranhão. Piauí e oeste da Bahia também têm previsão de chuva, porém com volumes mais baixos. 

Veja o mapa de previsão de precipitação para as próximas 93 horas: 

93 horas - Inmet - 1301
Fonte: Inmet 


Eng. Agr. Ana Carolina Benitez Cunha - Soja em Balsas-MA
Eng. Agr. Ana Carolina Benitez Cunha - Soja em Balsas-MA

Eng. Agr. Ana Carolina Benitez Cunha - Soja em Balsas-MA
Eng. Agr. Ana Carolina Benitez Cunha - Soja em Balsas-MA

Eng. Agr. Ana Carolina Benitez Cunha - Soja em Balsas-MA
Eng. Agr. Ana Carolina Benitez Cunha - Soja em Balsas-MA

Envie sua foto ou vídeo e apareça aqui no Notícias Agrícolas! Fale com a gente através do WhatsApp (19) 99767-0241, direct no Instagram @noticiasagricolas ou use a hashtag #imangensdodia

 

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário