Suíno Vivo: Cotações voltam a registrar quedas em São Paulo e Rio Grande do Sul nesta 2ª feira

Publicado em 29/08/2016 18:37
130 exibições

O mercado de suíno vivo inicia a semana com uma nova baixa de preços nesta segunda-feira (29). Novamente, as cotações cederam em São Paulo e no Rio Grande do Sul. Com o desaquecimento da demanda, o mercado passa por um período de interrupção das altas registradas nas últimas semanas.

Em São Paulo, a bolsa de suínos no estado definiu negócios entre R$ 77 e R$ 78/@, o mesmo que R$ 4,10 e R$ 4,16/kg. Esta é a segunda baixa consecutiva, visto que na última semana as cotações no estado estavam em R$ 85,00 a R$ 87,00/@ – após um período de fortes altas na praça de comercialização.

No Rio Grande do Sul, o cenário também é de recuos pela segunda semana seguida. A pesquisa semanal de preços realizada pela ACSURS (Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul) aponta que a média paga aos produtores independentes passou de R$ 4,06/kg para R$ 3,90/kg. Aos integrados, a média estadual está em R$ 2,98/kg.

Já os insumos fecharam a semana praticamente estáveis em relação a última semana. A média para a saca de milho de 60 quilos passa de R$ 46,66 para R$ 46,75. Há um ano, os produtores gaúchos estavam pagando em média R$ 27,60 pela saca. Para o farelo de soja, a média da semana ficou em R$ 1.273,33 pela tonelada. 

Para o analista da Safras & Mercado, Allan Maia, as quedas nas cotações são reflexo da demanda menos efetiva nas duas últimas semanas de agosto. Além disto, frigoríficos estão abastecidos e buscam não acumular estoques.

Já para os embarques, o cenário é favorável e pode encerrar o mês com números recordes para o período, segundo informações do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada). “Se a média diária for mantida, o total exportado neste mês será recorde, de 65 mil toneladas”, aponta o último boletim.

Os resultados devem ser divulgados na próxima quinta-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Já os dados parciais apontam que em 15 dias úteis foram exportados 42,1 mil toneladas.

Com média diária de 2,8 mil toneladas, o resultado chega a ser 40% a mais que o volume por dia de agosto de 2015 e 12,8% superior ao mês passado. Em receita, os embarques somam US$ 92,6 milhões, com valor por tonelada em US$ 2.198,4.

» Acesse as cotações na íntegra para o suíno vivo

Por: Sandy Quintans
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário