Suíno Vivo: Mercado inicia semana com altas em SP, SC e RS nesta 2ª feira

Publicado em 05/12/2016 17:19
142 exibições
O mercado de suíno vivo inicia a semana em alta nesta segunda-feira (05). As regiões de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul sinalizaram ajuste positivo de preços para os próximos dias, dando continuidade ao movimento de valorização das últimas semanas. Segundo analistas, as altas estão associadas a demanda de festas de final de ano.

Em São Paulo, a bolsa de suínos fechou entre R$ 85,00 a R$ 87,00/@ (o mesmo que R$ 4,59 a R$ 4,69 pelo quilo do vivo). Segundo informações reportadas pela APCS (Associação Paulista de Criadores de Suínos), o cenário é de realinhamento de preços e novas altas podem ser registradas ainda nos próximos dias. Além disto, a carcaça suína está cotada entre R$ 7,00/Kg a R$ 7,10/Kg na região de Campinas (SP).

A pesquisa semanal da ACSURS (Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul) mostra que a média estadual também registrou alta de R$ 0,10, fechando a referência em R$ 4,10 pelo quilo do vivo aos suinocultores independentes. A cotação aos produtores integrados segue em R$ 2,97 pelo quilo do vivo já há três semanas.

Em Santa Catarina, a alta registrada foi de R$ 0,10 nos preços praticados, passando a referência de negócios definida pela bolsa de suínos para R$ 4,10 pelo quilo do vivo. O presidente da ACCS (Associação Catarinense de Criadores de Suínos), Losivanio de Lorenzi, explica que além da alta, os custos de produção também tiveram algum alívio com o recuo dos preços do milho.

“Os produtores estão conseguindo comprar a saca de milho nas regiões Oeste e Meio-Oeste entre R$ 41 e R$ 42 posto na propriedade. A tonelada da soja está sendo comercializada a R$ 1.090,00. Esses fatores mostram a diminuição dos custos de produção. Contudo, o preço do quilo do suíno no mercado integrado ainda esta entre R$ 2,90 e R$ 3. No mercado independente tivemos uma ligeira melhora de R$ 0,10”, explica o presidente catarinense.

O analista da Safras & Mercado, Allan Maia, aponta que o mercado segue em recuperação e que a tendência para os próximos dia é de alta nas cotações.  “Os frigoríficos relatam que há uma expectativa de resultados ainda melhores em dezembro, mês caracterizado por um consumo aquecido devido às festividades de final de ano”, sinaliza.

» Clique e confira as cotações na íntegra para o suíno

Por:
Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário