Frango: regiões exportadoras têm preços melhores que áreas com forte consumo interno

Publicado em 17/01/2020 16:26
64 exibições

LOGO nalogo

O mercado do frango encerra a semana com a mesma tendência vindo desde o início do mês, com os preços tendo comportamentos distintos. Nesta sexta-feira (17), o viés foi de estabilidade pou queda nas cotações.

Segundo análise do Cepea/Esalq, em praças exportadoras do produto, como Toledo (PR), o ritmo intenso de embarques favoreceu a liquidez e impulsionou as cotações. Já na Grande São Paulo, região mais dependente do consumo doméstico, agentes optaram por reduzir os preços, a fim de escoar os estoques.

Em São Paulo, de acordo com informações da Scot Consultoria, o preço do frango de granja ficou estável em R$ 3,20 o quilo, enquanto a ave no atacado teve queda de 3,09%, chegando em R$ 4,70 o quilo. 

Para o animal vivo também houve queda de preço em São Paulo, 3,85%, fechando em R$ 2,50 o quilo. Já no Paraná, o preço do quilo da ave viva permaneceu em R$ 3,09 o quilo. 

Dados do Cepea/Esalq, referentes à quinta-feira (16), a queda no preço do frango congelado foi de 0,19%, ficando em R$ 5,31 o quilo. A ave resfriada ficou com o mesmo preço, de R$ 5,12 o quilo. 

Tags:
Por: Letícia Guimarães
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário