Frango: segunda-feira (17) tem preços estáveis; Suíno: São Paulo tem aumento no preço da arroba

Publicado em 17/02/2020 16:39
61 exibições

LOGO nalogo

A segunda-feira (17) foi de estabilidade para o mercado de frango. De acordo com análise do Cepea/Esalq, o reajuste nas cotações tem sido mais tímido para a proteína avícola, situação que tem garantido aumento na competitividade dessa carne frente às principais substitutas. 

Segundo dados da Scot Consultoria, em São Paulo, o quilo da ave de granja permaneceu com preço de R$ 3,30 o quilo, enquanto o frango no atacado ficou cotado em R$ 4,47 o quilo. 

No caso do frango vivo, também não houve mudança de preços. Em São Paulo, o preço da ave continua em R$ 2,90/kg, R$ 3,13/kg no Paraná e em R$ 2,51/kg em Santa Catarina. 

De acordo com informações do Cepea/Esalq, referentes à sexta-feira (14), o preço da ave congelada permaneceu inalterado, R$ 4,81/kg, e da resfriada, R$ 4,86/kg. 

Suíno: São Paulo começa a semana com aumento no preço da arroba

A semana começa com reajustes positivos no mercado de suínos. Segundo análise do Cepea/Esalq, os preços do animal vivo têm mostrado reação, situação motivada pela melhora do consumo doméstico e da demanda externa.

Segundo a Scot Consultoria, em São Paulo houve aumento de 2%/2,97% no preço da arroba do suíno CIF, que ficou com preço de R$ 102/R$ 104. No caso da carcaça especial, a cotação ficou estável em R$ 7,90/R$ 8,10 o quilo. 

Segundo informações do Cepea/Esalq, referentes à sexta-feira (14), as principais praças produtoras de suíno vivo tiveram aumento. No Paraná, a alta foi de 1,38%, chegando a R$ 5,14 o quilo; reajuste positivo de 0,83% no Rio Grande do Sul, chegando em R$ 4,87/kg, e de 0,75% em São Paulo, com preço de R$ 5,37/kg. Em Minas Gerais, o aumento foi de 0,73%, atingindo R$ 5,53 o quilo, enquanto em Santa Catarina, subiu 0,61%, cravando R$ 4,96/kg. 

Tags:
Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário