Argélia garante fornecimento de aves para o Ramadã

Publicado em 15/04/2020 11:02 34 exibições

A Argélia terá aves suficientes para atender à demanda doméstica durante o Ramadã, de acordo com informações do diretor geral do Escritório Nacional de Ração Animal (ONAB), Mohamed Betraoui, publicado pela Algerie Presse Service (APS). O Ramadã é o período sagrado da religião islâmica, quando os seguidores jejuam durante o dia e servem mesas abundantes ao pôr do sol. Ele dura um mês e o ano começa em 23 de abril.

Mohamed Betraoui informou que os preços das aves devem permanecer estáveis ??durante o período religioso e não ir além de 250 DZD (US $ 2). Ele disse que a estabilidade será assegurada pela abundante produção do país. As medidas tomadas para garantir o suprimento de alimentos devido a preocupações com o COVID-19 ajudarão o país a ter aves suficientes para o consumo no Ramadã.

A Argélia proibiu a exportação de produtos básicos, como aves, por isso toda a produção foi direcionada ao mercado interno. Portanto, o país da África Árabe parou de exportar 200.000 toneladas de aves para o Egito e 600.000 ovos para incubação para a Líbia, informou a APS.

Para lidar com o COVID-19, o país tomou medidas para armazenar a produção excedente de alimentos, informou Betraoui. No caso das aves, devido ao fechamento de restaurantes e estabelecimentos que costumavam servir o produto aos clientes, o excedente foi captado pela ONAB para evitar perdas para os agricultores. As quantidades serão distribuídas em 45 pontos de venda em todo o país, eliminando assim os intermediários. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Argélia tem 1.983 casos de COVID-19 e 313 mortes.

Tags:
Fonte:
Avicultura Industrial

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário