Covid-19: Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul suspende temporariamente atividades da JBS em Caxias do Sul

Publicado em 05/06/2020 22:26 e atualizado em 05/06/2020 23:27 309 exibições
Após audiências realizadas na quinta e nesta sexta-feira (5) com o Ministério Público do Trabalho do Estado, partes não entraram em acordo

LOGO nalogo

O Tribunal Regional de Justiça do Rio Grande do Sul decidiu na noite desta sexta-feira (5) pela suspensão temporária das atividades da unidade processadora de aves da JBS de Caxias do Sul (Ana Rech), após pedido do Ministério Público do Trabalho (MPT-RS). Antes da decisão ser proferida, duas audiências haviam sido realizadas, uma na quinta-feira e outra na tarde desta sexta, mas não houve consenso entre a empresa e o MPT-RS para adoção de medidas preventivas ao coronavírus. 

>> Leia mais: Covid-19: MPT do Rio Grande do Sul pede à Justiça suspensão temporária das atividades da JBS em Caxias do Sul

De acordo com o juiz do Trabalho, Marcelo Silva Porto, que mediou a audiência e assinou a decisão, passa a valer a partir do primeiro turno deste sábado (6) a suspensão das atividades na planta fabril por 14 dias. A empresa deve disponibilizar prontuários e exames dos funcionários da unidade aos médicos do Centro de Referência em saúde do Trabalhador (Cerest/Serra) e promover o afastamento de todos os funcionários e terceirizados que façam parte de grupo de risco.

Além disso, Porto também definiu que a JBS de Caxias do Sul realize testes específicos nos funcionários para detectar o coronavírus e que disponibilize as informações ao Cerest/Serra e higienize instrumentos a cada atendimento aos funcionários após a verificação de sintomas.

Na próxima quarta-feira (10), uma inspeção será feita na fábrica pelo perito Roberto Revoredo Camargo para verificar as alterações promovidas pela empresa na unidade, e o relatório da vistoria deverá ser apresentado em 36h, com registros fotográficos. Na inspeção, está autorizada a presença de integrantes do Ministério Público, seja do Trabalho ou Estadual, médicos do Cerest/Serra, Secretaria Municipal de saúde, Vigilância Sanitária e auditores do Trabalho.

O QUE DIZ A JBS

"A JBS não comenta processos judiciais em andamento. 
A empresa reitera que tem como objetivo prioritário a saúde de seus colaboradores e ressalta que desde o início da pandemia tem adotado um rígido protocolo de prevenção contra a Covid-19 na sua unidade de Ana Rech (RS) e em todas as suas plantas no Brasil, conforme as orientações dos órgãos de saúde e protocolo do Ministério da Saúde, Economia e Agricultura. A JBS também segue as orientações do Hospital Albert Einstein e especialistas médicos contratados pela Companhia para apoiar na implantação rigorosa de medidas para a proteção de seus colaboradores.
Entre as ações adotadas pela Companhia, estão:
-  afastamento de pessoas que fazem parte do grupo de risco como maiores de 60 anos, gestantes e todos os que tiveram recomendação médica;
-  ampliação da frota de transporte;
-  desinfecção diária das unidades;
-  medição de temperatura de todos antes do acesso às fábricas;
-  vacinação contra gripe H1N1 para 100% dos colaboradores;
-  ações de distanciamento social;
-  forte comunicação de prevenção e cuidados, entre outras".

 

Tags:
Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário