Presidente da ACSURS apresenta análise do atual cenário e perspectivas da suinocultura

Publicado em 06/07/2020 10:19 72 exibições

Na última sexta-feira (3), o presidente da Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul – ACSURS, Valdecir Luis Folador, participou de seminário online promovido pela Emater/RS-Ascar Regional de Frederico Westphalen. O evento, realizado por meio do Skype, contou também com a participação do pesquisador e chefe adjunto de transferência de tecnologia da Embrapa Suínos e Aves de Concórdia/SC, Marcelo Miele.

O extensionista rural da Emater/RS-Ascar, engenheiro agrônomo Valdir Sangaletti, responsável pela abertura do evento online, destacou que encontros como este são importantes para a economia do setor, já que neste momento não podem ser realizados de forma presencial.

A primeira palestra do seminário foi realizada por Miele, que evidenciou a importância econômica da suinocultura e falou sobre o uso do aplicativo Custo Fácil para geração de indicadores. “O histórico dos custos vai aumentar a qualidade da informação e transparência que, por sua vez, pode reverter em ganhos para o setor agropecuário e para a cadeia produtiva. Ou seja, com uma gestão melhor é possível ter uma melhor renda agrícola”, frisa Miele em relação ao aplicativo desenvolvido pela Embrapa Suínos e Aves.

Folador, que apresentou uma análise do cenário atual e as perspectivas da suinocultura, frisou que o setor suinícola brasileiro vem passando por um período diferente e com grande demanda nas exportações. “Isso faz com que as pessoas fiquem mais animadas em relação ao mercado como um todo e também tenham vontade de realizar investimentos”, comenta.

O dirigente disse ainda que, apesar dos resultados serem positivos, é necessário prestar atenção no mercado pois o destino da carne suína está centralizado em apenas um continente, a Ásia. “Apesar de estarmos em alerta, é preciso aproveitar o bom momento da suinocultura brasileira. Sabemos que a China está em fase de recuperação do seu rebanho, que foi atingido pela Peste Suína Africana (PSA). Por conta disso, é necessário ter planejamento e cuidado nos investimentos a serem realizados nos próximos meses”, destaca o presidente da entidade.

Com a pandemia de Covid-19, a demanda de carne suína no mercado interno reduziu, tendo como um de seus principais fatores as medidas de isolamento social e o alto índice de desemprego. Em cima desse cenário e também pelos altos custos de produção, Folador salientou que o setor só não está passando por uma crise novamente por causa dos resultados positivos nas exportações de carne suína.

Para finalizar, destacou a importância do trabalho desenvolvido pela Emater/RS-Ascar no setor suinícola. “O produtor que sabe aproveitar esse auxílio possui um diferencial em sua propriedade”.

Tags:
Fonte:
ACSURS

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário