Suíno vivo e animal no mercado independente com valorizações nesta quinta-feira (3)

Publicado em 03/09/2020 17:14 77 exibições

LOGO nalogo

Os preços do suíno vivo, principalmente no mercado independente, seguem aquecidos nesta quinta-feira (3). De acordo com análise do Cepea/Esalq, as exportações têm sido um dos principais fundamentos para as altas nos preços domésticos, tanto do suíno vivo quanto da carne, uma vez que a indústria segue demandando animais para abate e ajustando os preços de carcaças e cortes para garantir margens positivas. 

Em São Paulo, segundo a Scot Consultoria, o preço da arroba do suíno CIF ficou estável em R$ 145/R$ 147, assim como a carcaça especial, cotada em R$ 10,70/R$ 11,20 o quilo. 

No caso do animal vivo, conforme informações do Cepea/Esalq, referentes à quarta-feira (2), os preços ficaram estáveis em Minas Gerais, com valor de R$ 7,79/kg, e no Rio Grande do Sul, cotado em R$ 6,79/kg. 

Houve aumento de 0,39% em São Paulo, chegando a R$ 7,76/kg, avanço de 0,27% em Santa Catarina, com preço de R$ 7,36/kg, e de 0,14¨no Paraná, fechando em R$ 7,35/kg. 

A virada de agosto para setembro trouxe novos reajustes para o suíno no mercado independente. Se antes as lideranças do setor pensavam que os preçoes estavam próximos a um teto, novas altas antes mesmo da entrada da massa salarial apontam que ainda há espaço para mais aumentos. Em Minas Gerais, por exemplo, o preço atingiu recorde real e nominal, fechando nesta quinta-feira (3) em R$ 8,20/kg vivo. 

Leia Mais:

+ Mercado de suínos independente segue com altas; MG bate recorde real e nominal

Tags:
Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário