Publicidade

BRF confirma suspensão de compras chinesas de unidade de Lucas do Rio Verde/MT, mas ainda não foi notificada oficialmente

Publicado em 03/08/2021 15:41 e atualizado em 03/08/2021 19:19 1932 exibições
De acordo com Ministério da Agricultura, suspensão se deu devido a problemas de transporte nas cargas entre Brasil e China

Logotipo Notícias Agrícolas

Foi confirmada pela BRF nesta terça-feira (3) a suspensão por parte da China das importações de produtos de uma das plantas da companhia, registrada sob o SIF 3515. A unidade fica localizada em Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, e abate aves e suínos.

Segundo informações divulgadas pela BRF, a empresa teve ciência por meio do site da Administração Geral de Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês) a respeito da suspensão da unidade.

Conforme o Ministério da Agricultura, Pecuária, e Abastecimento (MAPA), o embargo ocorreu em virtude de problemas ocasionados no transporte da carga até a China. "A empresa irá elaborar plano de ação para evitar que fatos como esses voltem a ocorrer e essa informação será encaminhada às autoridades chinesas com a agilidade necessária", informou o Ministério.

Publicidade

"A Companhia tomará as medidas cabíveis e trabalhará na reversão da situação com as autoridades chinesas e brasileiras. Cabe ressaltar que, até o momento, a BRF ainda não foi notificada oficialmente", pontuou a empresa em nota oficial. 

Em nota, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) afirmou que apoiar a BRF, associada da entidade, na apresentação das elucidações para o pronto restabelecimento da habilitação de sua unidade de Lucas do Rio Verde (MT) para a China.

"A ABPA reforça os elevados padrões de qualidade do setor e da BRF e a excelência dos produtos brasileiros exportados para mais de 150 nações nos cinco continentes, apoiando a segurança alimentar de milhões de pessoas em todo o mundo. Exatamente por isto, a ABPA confia que a situação será rapidamente esclarecida, restabelecendo as exportações da unidade para o mercado chinês".

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário