No Valor Econômico: Governo vai zerar tarifas de importação de soja, milho e arroz

Publicado em 26/08/2020 15:24 e atualizado em 26/08/2020 16:34 6364 exibições

LOGO nalogo

O Governo vai retirar temporariamente as tarifas de importação de arroz, soja e milho de países de fora do Mercosul, segundo informou ao jornal Valor Econômico o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, César Halum. 

O objetivo da medida é propor equilíbrio dos preços e combater impactos na inflação dada a disparada dos valores dos três grãos no Brasil, ainda segundo o secretário, que não especificou até quando vale a isenção. Nesta quinta-feira (27) a medida será votada de pelo Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex). 

No link abaixo, leia a notícia na íntegra no site do Valor Econômico

>> Governo vai retirar tarifas de importação de arroz, milho e soja

"Dificilmente vamos importar alguma coisa. Temos grãos dentro do Brasil e vai normalizar a comercialização com essa medida. O problema é que os preços dispararam. Não podemos proibir ninguém de exportar. Mas não vamos ter nenhum problema de abastecimento, está garantido. Nossa luta é para controlar os preços", disse Halum ao Valor

Ainda de acordo com a notícia, a maior preocupação do governo é com o arroz - que chegou a ter a seca negociadia a R$ 100,00 em partes do Brasil - e os impactos para o consumidor final. "É um alimento básico. Se tiver gente segurando arroz, especulando para aumentar preço, pode desovar, senão o Brasil vai importar e equilibrar o mercado", disse o secretário. 

Na soja, as importações superam largamente os anos anteriores dada a oferta escassa de produto. Somente do Paraguai, as compras de janeiro a 15 de agosto somam 455 mil toneladas contra 150 mil de todo 2019. No entanto, o mercado vem especulando que o Brasil poderia importar soja americana, por exemplo, produto para o qual hoje a tarifa de importação para países de fora do Mercosul é de 8%, como no milho. 

Leia Mais:

+ Brasil pode fechar agosto com importações de 500 mil t de soja do Paraguai contra 150 mil ao longo de 2019

NOTA OFICIAL DA ABPA

ABPA é favorável à extinção de tarifas para importação de milho e soja

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) é favorável à extinção de tarifas para importação de milho e soja, visto que estes setores se tornaram altamente exportadores.  
O setor produtivo brasileiro prioriza os grãos produzidos internamente.  Ao mesmo tempo, precisa de fontes alternativas quando os grãos no mercado interno atingem altas de tal forma que se torne mais vantajoso importar.  

A ABPA defende o livre mercado, por isto, da mesma forma que não é favorável às restrições para exportação, também acredita ser justo permitir condições equilibradas para a importação dos insumos.  

A possibilidade de importação é fundamental, também, para a manutenção do controle inflacionário, já que os custos elevados de produção fatalmente refletirão no preço dos alimentos ao consumidor final.

Tags:
Fonte:
Valor Econômico + NA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários

  • Jarel Areomar

    Nao é possivel que a FPA não se manifeste!!!. Esta é a hora de fazer pressão, nao pode aprovar nada que o governo quiser passar esse ano. Isto é uma TRAICAO aos produtores rurais, que foram os grandes apoiadores deste governo desde o seu inicio. A nota da ABPA nao merece nem comentário, eles acham que o produtor de gado e é a favor disso? Ridículo.

    2
    • Gilberto Rossetto Brianorte - MT

      Enquanto isso a Europa coloca todo tipo de barreiras, até ambientais, para comprar nossos produtos e nós, sem ninguém pedir, abrimos as pernas.

      1
  • Guilherme Frederico Lamb Assis - SP

    Extinguir as tarifas de importação de insumos de produção seria coerente e producente também! que tal todos serem coerentes e defenderem esse tipo de medida?

    1
    • Cácio Ribeiro de Paula Bela Vista de Goiás - GO

      No ritmo que vai, daqui a pouco não haverá ninguém que apoiará INCONDICIONALMENTE o Capitão, a não ser... os militantes radicais!!! ... A essa altura, pelo menos metade do Setor Agropecuário está de olhos arregalados... Mais que isso, preocupações evidentes à frente!!

      12
    • Elton Szweryda Santos Paulinia - SP

      O Brasil tem 60% de militantes radicais, e 40% de mamadores de dinheiro publico, ... aonde voce se encaixa?... acho que sabemos!!

      14
    • Cácio Ribeiro de Paula Bela Vista de Goiás - GO

      Claramente em nenhum dos dois, Sr. Elton.

      Sou Agricultor, com muita honra e com a graça de Deus!!

      Por ser Agricultor, nunca me senti na obrigação de fazer parte dos 60%.!!

      E me sinto muito confortável assim....

      7
    • Elton Szweryda Santos Paulinia - SP

      Se voce fala a verdade, Cassio, e nao vale ser do mst, entao é o primeiro que ja vi, se posicionando contra um governo eleito que representa a vontade dos 60%, voce consegue justificar, se quiser, obvio, esse fato

      19
    • Cácio Ribeiro de Paula Bela Vista de Goiás - GO

      Não, não, Sr. Elton, não sou do MST.

      Mas, tenha certeza: sou verdadeiro!!

      Quanto a ser contra ou a favor, digamos que não sou RADICAL a ponto de querer defender o INDEFENSÁVEL.

      Não é nada pessoal, apenas não concordo com certos comportamentos(esdrúxulos..) do Presidente.

      O que não quer dizer que não tenha méritos e virtudes.

      Torço, de coração, que o tempo me mostre que estou EQUIVOCADO em alguns pontos referentes a esse Governo.

      Finalizando,

      6
    • Elton Szweryda Santos Paulinia - SP

      Gosto e cor nao se discute... ja dizia minha vó...

      13
    • Cácio Ribeiro de Paula Bela Vista de Goiás - GO

      ... bom saber que temos um espaço como este para manifestarmos nossas idéias e opiniões, com condições minimas de ÉTICA & RESPEITO!

      Saudações a todos!!

      3
    • carlo meloni sao paulo - SP

      Aprendi com a turma do meu neto uma expressao genial -- "`OPINIAO E" COMO COTOVELO, TODOS TEM O SEU"!!!... Com base nisso, Elton e Cassio, vou dar a minha opiniao: Na epoca da candidatura do Bolsonaro, escrevi neste espaço NA, que ele era burro ... tendo em vista que se deixou enrolar pela Maria do Rosario... Mas votei nele... Depois, durante o começo do governo, montaram um grupinho de pseudo-apoiadores para magnetizar a sua vaidade, e no meio ( tudo planejado ) alguns jornalistas com peguntas para desmoralizá-lo... Passei por periodos de duvidas, iguais às suas Cacio... Mas continuo achando-o honesto, sincero e autentico... E' um homem do povo, quer dar porrada, xinga, anda de chinelo e por isso ele esta' começando a cair na simpatia do povao... E' o presidente mais achincalhado de todos os tempos e, contrariamente ao desejado, o pessoal começa a defender e tomar partido da pessoa que esta' sendo PERSEGUIDA... O bastiao da resistencia a ele vem de todo o pessoal (juizes /jornalistas/intelectuais) com raiz no PSDB... Foi traido e atacado por todos os lados, tanto que nem partido tem -- porque queria controlar o dinheiro contra eventuais desfalques e desvios... Diante dessa situaçao, e' uma pessoa que merece respeito porque - SOZINHO - esta' lutando contra um sistema enrustido de privilegiados... ENTAO, APESAR DAS BOBAGENS, estou do lado dele, torcendo e tentando ajudar a vencer a imprensa canalha, a magistratura totalmente parcial, sem carater e intrometida.

      5
    • Otávio Perrone Santos Casa Branca - SP

      Cácio, a maioria aqui é fanática e tem pouco a acrescentar porque estão cego de amor pelo político de estimação deles. O ponto de zerar o imposto é bom para o mercado interno e para quem precisar desses insumos para produzir..., a parte ruim é a concorrência..., mas, engraçado, não eram os eleitores do presidente, liberais?? Mercado livre não tem barreiras (uma das primeiras aulas de Microeconomia). Por último, mas não menos importante é a guinada à esquerda do governo, com um apanhado de pacotes que mais parecem uma tentativa de se manter no poder, que irão piorar nosso endividamento e afastar o capital estrangeiro (deem uma olhada no dólar em agosto). É, cidadãos de bem, nosso mito agora é mais vermelho do que nunca, viva o desenvolvimentismo. RIP Paulo Guedes e o liberalismo verde amarelo.

      9
    • carlo meloni sao paulo - SP

      Todas as naçoes abriram o cofre para atenuar as agruras da pandemia... Essas operaçoes sao uma delicia para o setor financeiro para ganhar juros... Entao e' dificil entender o pulso firme de Bolsonaro que mandou converter 350 bilhoes da poupança para nao deixar a divida subir e o pais ficar cada vez mais atolado... Qualquer que seja o desfecho , se chegar ou RIP ( Repousa In Pas ) Paulo Guedes sera' mais uma atitude de um presidente honesto num pais de ladroes--

      1
    • carlo meloni sao paulo - SP

      Pessoal, preste atençao... O Banco Central no fim de 2019 tinha no cofre 356,9 bilhoes de dolares acumulados de saldos comerciais ... Esses dolares rendem 0,5% de juros ao ano, enquanto o governo paga aos bancos nacionais 5% sobre o valor da divida interna... Dà PARA ENTENDER POR ONDE SOME O DINHEIRO???? O Maia ficou cutucando Bolsonaro sobre isso... O Bolsonaro ordenou ao Guedes que convertesse parte dessas reservas para nao deixar aumentar a divida interna, em decorrencia das despesas da pandemia... Converteram 325 bilhoes de Reais... Entenderam porque falo em presidente honesto numa terra de ladroes ?

      1
    • Otávio Perrone Santos Casa Branca - SP

      Carlo Meloni, não tem nada a ver com honestidade... e não houve ganho nessa operação. Explico: Se no semestre o dólar sobe, o Banco Central apura o ganho contábil das reservas, cria o equivalente em reais novos e os credita na conta do Tesouro. Da mesma forma quando o dólar cai o BC apura prejuízo contábil com as reservas, o Tesouro cria o equivalente em títulos públicos e os repassa ao Banco Central. Em uma conta, entra dinheiro vivo; na outra, um vale. Sob a ótica do Tesouro, "se o dólar subir, eu ganho; se cair, você perde". Entendeu que não tem ganho, que é somente uma manobra e tem muito menos a ver com honestidade já que isso é uma prática comum entre BC e Tesouro. E pior, isso tem ocorrido por causa da volatilidade do dólar, que é gerada pela política econômica de não contenção dos gastos públicos..., se lembra da promessa de campanha do nosso honesto presidente (CORTAR GASTOS)?

      3
    • carlo meloni sao paulo - SP

      O sr Otavio nao entendeu nada, apesar do meu raciocinio ser de uma semplicidade elementar... Se tenho dinheiro na reserva cambial (onde nao rende nada), por que nao reduzo a divida interna ???? Aqui esta' a honestidade ,,,, deu para entender, metido a sabichao que nao entende nada? Va' catar coquinho, que nem isso sabe fazer...

      1
    • Otávio Perrone Santos Casa Branca - SP

      Vc que não entende como funciona o tesouro e o BC, e a culpa é minha?. Tentei só te ajudar explicando como funciona esse tipo de "ganho" no mercado financeiro, e olha que minha explicação é bem simples, até para fanáticos por políticos. O ponto que te disse não tem nada a ver com a redução da dívida, reduz mesmo se dá para reduzir, mas sim com o ganho e esse seu papo de honestidade (o presidente nem participa do Conselho Monetário, nem passa por ela essa decisão). O mito tá é doidinho para se reeleger e tá seguindo a política do PT (que ironia! rs), viva o desenvolvimentismo e gastos públicos desenfreados...

      2