MT-140 vai gerar R$ 249 milhões de economia com frete

Publicado em 07/04/2015 15:42
197 exibições

Parceria entre produtores e governo do Estado pode viabilizar pavimentação da rodovia no Médio Norte de Mato Grosso

A construção da MT-140, que cruza o município de Santa Rita do Trivelato, na região Médio Norte de Mato Grosso, trará importantes benefícios para a produção de grãos do Estado. Segundo levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a economia gerada com a redução dos valores de frete chega a R$ 249,5 milhões por ano para a região. Com essa diminuição no preço do frete, a saca de soja valorizaria 1,5%, e a de milho, 5,5%, considerando os preços em Sorriso.

Nesta segunda (06), o governo do Estado e a Associação dos Beneficiários da MT-140, formada por produtores rurais e empresários locais, firmaram parceria para a pavimentação da rodovia. “É um novo horizonte que se abre. O município de Santa Rita do Trivelato deixa de ser ‘final de linha’ para ser rota de integração”, diz Enéias Batistella, delegado da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja).

Com a nova estrada, além de Santa Rita do Trivelato, também serão beneficiados os municípios de Nova Brasilândia, Nova Ubiratã, Boa Esperança, Planalto da Serra, entre outros.

A rodovia, que é paralela à BR-163, deve encurtar em quase 300 quilômetros a viagem dos caminhões que vão aos portos do Sul e Sudeste do país. “A produção de Mato Grosso precisa destes investimentos em logística. O custo para produzir aqui é alto e as melhorias e novas rotas rodoviárias deixarão o agronegócio mato-grossense ainda mais competitivo”, acredita Ricardo Tomczyk, presidente da Aprosoja.

O governador Pedro Taques e o vice-governador, Carlos Fávaro, fizeram o compromisso de finalizar a obra da MT-140 até o final do mandato em 2018. A Associação dos Beneficiários da MT-140 doou ao governo do Estado o projeto executivo de pavimentação da rodovia, que custou mais de R$ 3 milhões.

O secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Duarte, ressaltou que a mesma estrada que escoa a safra é utilizada por ambulâncias, ônibus escolares e carros de polícia. “A partir de agora, vamos conversar para estruturarmos como será executada a parceria que beneficiará muitos mato-grossenses”, salientou.

Tags:
Fonte: Aprosoja MT

0 comentário