Chuvas seguem prejudicando trabalhos na BR-163 e máquinas são usadas para evitar que caminhões tombem

Publicado em 05/03/2019 15:36 e atualizado em 06/03/2019 13:28
2520 exibições
A situação dos caminhoneiros parados na BR-163 no estado do Pará segue complicada e sem previsão de solução

LOGO nalogo

A situação dos caminhoneiros parados na BR-163 no estado do Pará segue complicada e sem previsão de solução. As equipes do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes) seguem trabalhando para normalizar a situação da via, mas as chuvas que continuam caindo na região impendem o melhor desenvolvimento dessas ações.

O solo do pico do morro da Anita está muito escorregadio e com isso os caminhões escorregam, patinam e correm o risco de tombarem. Para evitar transtornos ainda maiores, uma séria de máquinas foram deslocadas até o trecho para evitar que os veículos tombem, conforme se pode ver em novas fotos e vídeos que circulam nas redes sociais.

Além dessa preocupação com a chuva e a lama, os cerca de 2.500 caminhoneiros que permanecem parados no meio da floresta, sofrem com a falta de mantimentos básicos como água e alimentos e reclamam da falta de informações e ajuda por parte dos órgãos governamentais como Exército e Polícia Rodoviária Federal.

Ainda nessa terça-feira, um grupo desses caminhoneiros divulgou um ofício destinado ao Exército brasileiro pedindo que seja enviada ajuda humanitária aos motoristas e que seja encontrada alguma solução para os problemas da via, a fim de encerrar o bloqueio das pistas.

Clima

De acordo com informações da Clima Tempo, a região do município paraense de Novo Progresso deve ter até 90% de chances de chuva até a próxima terça-feira, 12 de março. A partir da quarta-feira (13) a chance de chuve segue existindo, mas cai para 75%, seguindo nesse índice até o final da próxima semana.

Confira a íntegra do ofício elaborado pelos caminhoneiros:

>> Caminhoneiros na BR163 preparam oficio para o exército e pedem ajuda

Reveja as principais informações sobre a situação da BR-163 no Pará:

>> Cerca de 2500 caminhões permanecem parados na BR-163 no Pará e não há perspectiva de solução por enquanto

BR 163 - Atoleiro - Redes Sociais - 05/03/19

BR 163 - Atoleiro - Redes Sociais - 05/03/19

BR 163 - Atoleiro - Redes Sociais - 05/03/19

 

BR 163 - Atoleiro - Redes Sociais - 05/03/19BR 163 - Atoleiro - Redes Sociais - 05/03/19BR 163 - Atoleiro - Redes Sociais - 05/03/19BR 163 - Atoleiro - Redes Sociais - 05/03/19BR 163 - Atoleiro - Redes Sociais - 05/03/19BR 163 - Atoleiro - Redes Sociais - 05/03/19BR 163 - Atoleiro - Redes Sociais - 05/03/19

 

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário