China fecha terminal por caso positivo de Covid-19 em terceiro porto mais movimentado do mundo e alerta logística global

Publicado em 12/08/2021 11:25 e atualizado em 12/08/2021 12:05 8575 exibições

Logotipo Notícias Agrícolas

O porto Ningbo-Zhoushan, na China, foi parcialmente fechado nesta quinta-feira (12) depois que um de seus funcionários foi testado positivo para Covid-19. A direção decidiu pelo fechamento do terminal Meishan do terceiro porto de contêineres mais movimentado do mundo e intensificou as preocupações globais sobre a já conhecida fragilidade das cadeias de suprimento e abastecimento do comércio internacional. O terminal fica fechado até um novo aviso ser emitido. 

O terminal que teve suas operações interrompidas responde, de acordo com informações da Bloomberg, por cerca de 25% das cargas de contêineires que passa pelo porto. Empresas internacionais de transporte marítimo já alertam sobre a suspensão provocando atraso das viagens e impacto sobre o manuseio das cargas. 

Ningbo Port
Porto de Ningbo - Foto: Reuters

"Isso pode comprometer a demanda", afirma Marcos Araújo, analista de mercado da Agrinvest Commodities. Sem contar que os "fretes de contêineres explodiu", e deve também ser impactado por mais esta notícia, principalmente neste momento que antecede, segundo especialistas, uma temporada mais intensa de compras que antecede as festas de final de ano.

Recentemente, as taxas de um container da China ou do Sudeste Asiático para a costa leste dos Estados Unidos registraram um recorde de US$ 20,600 mil por unidade de 20 pés - medida padrão para contêineres de cargas do Índice Global de Frete de Contêineres da Freightos Baltic.

Custos de fretes marítimos - Gráfico: Bloomberg
Custos de fretes marítimos - Gráfico: Bloomberg

Com o fechamento do terminal, o tempo de espera para os navios no porto de Ningbo pode passar a algo entre sete e nove dias, enquanto era de um a três quando Meishan estava ainda em funcionamento. De acordo com especialistas, o porto deverá trabalhar no máximo de desvios de cargas para outros terminais e tentar otimizar os trabalhos. Ainda assim, já se espera o início da formação de uma congestionamento no porto dada sua importância nas rotas marítimas globais.

Este é o segundo fechamento recente de um porto chinês nos últimos meses. O porto de Yantian, em Shenzen, ficou fechado do final de maio até o mês passado e também comprometeu as cadeias de abastecimento, puxos os fretes marítimos, os custos de contêineres e ainda forçou a volta de mercadorias para armazéns e fábricas.

De acordo com informações da Agência de Notícias de Taiwan, o fechamento deste terminal poderia provocar um congestionamento ainda pior do que o que já se observa no porto de Ningbo agora, causado, principalmente, por intempéries climáticas, além das questões provocadas pela pandemia do coronavírus e a forte demanda. 

Em 2020, o porto de Ningbo Zhoushan movimentou 1,172 bilhão de toneladas dos mais diversos produtos, e por 12 anos consecutivos ocupa a posição de porto mais movimentado do mundo, segundo dados do Ministério dos Transportes da China. Em movimentação de contêineres segue na terceira posição. 

No primeiro semestre de 2021, os principais itens importados pelo porto foram petróleo bruto, produtos químicos, produtos agrícolas e eletrônicos. Na exportação, se destacaram produtos eletrônicos, manufaturados e têxteis. 

O analista de fertilizantes da Agrinvest Commodities, Jeferson Souza, alerta sobre a possibilidade de que a dificuldade de fornecimento de alguns produtos por parte da China pode se intensificar, mas que o mercado parece ainda não ter refletido essa a notícia muito agressivamente. Ainda assim, orienta a manutenção do acompanhamento. 

Leia mais:

+ Fertilizantes: Preços seguem bastante elevados e poder de compra do produtor diminui ainda mais para KCl e fosfatados

Com informações da Bloomberg, South China Morning Post e Agência de Notícias de Taiwan

Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário