Bayer promove debate sobre os desafios do manejo de resistência de plantas daninhas e aplicação segura de herbicidas

Publicado em 05/06/2019 09:46
109 exibições
Mais de 200 pessoas, entre pesquisadores, consultores e técnicos, participarão da primeira edição do I2X TALKS, evento em que a Bayer discutirá tecnologias de aplicação de herbicidas e controle de plantas daninhas com sua nova tecnologia para soja, a INTACTA 2 XTEND®

Campinas (SP), 05 de junho de 2019 - Para discutir os avanços das lavouras de soja, as biotecnologias e as novas ferramentas para controle de plantas daninhas, a Bayer realizará, entre os dias 04 e 06 de junho, em Campinas (SP), a primeira edição do I2X TALKS. O evento reunirá mais de 200 pessoas, entre pesquisadores, consultores e parceiros da indústria de acessórios de aplicação para falar sobre tecnologias de aplicação de herbicidas, com foco em deriva, volatilidade e descontaminação de pulverizador, novidades do mercado de acessórios, formulações diferenciadas e eficácia dos herbicidas à base de dicamba no controle de plantas daninhas.

Os participantes do evento conhecerão também os resultados dos estudos realizados por um time de especialistas independentes, com pulverização de herbicidas à base de dicamba em campos experimentais de soja com a tecnologia INTACTA 2 XTEND®, a próxima biotecnologia que a Bayer trará ao mercado brasileiro.

De acordo com o líder de Manejo de Resistência de Plantas Daninhas da Bayer, Ramiro Ovejero, os testes foram conduzidos por 28 consultores e 25 acadêmicos independentes que fazem parte do Programa Experts - iniciativa criada pela Bayer com o propósito de desenvolver e validar recomendações de manejo e boas práticas de aplicação de herbicidas à base de dicamba para o controle de plantas daninhas. Com duração de três anos, o programa teve início na safra 2018/2019 e envolve os principais acadêmicos e consultores do Brasil, que receberam três protocolos de estudos focados em tecnologia de aplicação para manejo de deriva, volatilidade e limpeza de tanque por meio de boas práticas recomendadas.

Para o líder da Estratégia de Herbicidas da Tecnologia INTACTA 2 XTEND®, André Menezes, o evento será um momento de muita troca de informação e importante para validar as melhores práticas de aplicação de herbicidas à base de dicamba. "É a chance de nos reunirmos com um grupo altamente capacitado e estratégico de pesquisa, inovação e implementação, para compartilhar esses resultados e conclusões. O lançamento desta nova tecnologia tem nos proporcionado trabalhar de forma integrada com indústria, academia e consultorias para obter e compartilhar conhecimentos que impactarão diretamente o agricultor", conta Menezes.

Parceria com indústria de pulverização

Para que o produtor tenha uma melhor experiência no campo quando a tecnologia para soja INTACTA 2 XTEND® chegar ao mercado, a Bayer tem promovido uma integração entre empresas de tecnologia, máquinas e equipamentos de pulverização. Por isso, a participarão no evento de parceiros de diversas áreas, como de fabricantes de pontas de pulverizadores (Hypro, Magnojet e Teejet), é fundamental, uma vez que eles demonstrarão as melhores tecnologias para pulverização de herbicidas.

Também estarão presentes empresas de maquinários (Jacto, AGCO, Stara, Kuhn, Case e New Holland), que apresentarão novidades do setor em máquinas e equipamentos de aplicação, e empresas de agricultura digital (Trimble, Climate FieldView™ e Agrosystem), que demonstrarão como o big data pode auxiliar o agricultor a tomar decisões mais precisas para controle de plantas daninhas.

INTACTA 2 XTEND®

Pensando em apoiar o produtor a alcançar novos patamares de produtividade com ferramentas que o auxiliem desde o plantio até a colheita, a terceira geração de biotecnologia em soja da Bayer proporcionará maior proteção contra as principais lagartas da cultura da soja, além de auxiliar num controle mais amplo de plantas daninhas. A soja com tecnologia INTACTA 2 XTEND® será tolerante aos herbicidas dicamba e glifosato.

O dicamba é um produto altamente eficiente no controle de plantas daninhas de folhas largas, como buva, caruru, corda-de-viola e picão-preto, que têm impacto relevante na produtividade das lavouras de soja no Brasil. A previsão da Bayer é que em 2019/2020 sejam iniciados os testes pré-comerciais em áreas de produtores rurais (Programa Eleitos) e o lançamento comercial da nova tecnologia no país seja em 2021, a depender de aprovações regulatórias de países importadores da soja brasileira, como, por exemplo, a China.

[Âncora]  Para o líder de lançamento da tecnologia INTACTA 2 XTEND®, Fábio Passos, o objetivo é proporcionar ferramentas e recomendações que ajudem o dia a dia do produtor e, principalmente, impactem positivamente sua produtividade. “Vamos colaborar para que o agricultor brasileiro alcance um novo patamar de produtividade em soja”, diz Passos.

 

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário