Soberania da Amazônia será tema de debate na quarta-feira

Publicado em 02/09/2019 11:23
56 exibições

Audiência pública da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional discutem, na quarta-feira (4), a soberania da Amazônia brasileira.

O evento foi proposto pelo deputado General Girão (PSL-RN) e subscrito pelos deputados Arthur Oliveira Maia (DEM-BA) e Perpétua Almeida (PCdoB-AC).

General Girão justifica o pedido. "É preciso que nós, parlamentares, conheçamos profundamente todas as questões que tangenciam esse tema de segurança nacional, que envolvem as terras indígenas nas fronteiras, as ONGs estrangeiras financiadas por outros países, a pressão dos organismos internacionais e de outras potências estrangeiras, etc."

Foram convidados para participar do debate como expositores:

- o secretário especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, general Maynarde Marques de Santa Rosa;

- o diretor de Geopolítica e Conflitos do Instituto Sagres - Política e Gestão Estratégica Aplicadas, general Luiz Eduardo Rocha Paiva;

- o diretor do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília, Professor Pio Penna Filho;

- representantes dos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; do Meio Ambiente; e das Relações Exteriores (MRE).

A audiência pública será realizada às 9h30 no plenário 3.

JUSTIFICAÇÃO

A reunião de audiência pública proposta nesse requerimento visa a promover um debate sobre a questão amazônica, sob a perspectiva das ameaças nacionais e internacionais à soberania brasileira sobre essa região.

Os nomes sugeridos como expositores, em razão de sua expertise no assunto, muito têm a contribuir para essa discussão tão premente e atual. É preciso que nós, parlamentares, especialmente os membros desta Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, estudemos e conheçamos profundamente todas as questões que tangenciam esse tema de segurança nacional, que envolvem as terras indígenas nas fronteiras, as ONGs estrangeiras financiadas por outros países, a pressão dos organismos internacionais e de outras potências estrangeiras, etc.

Fonte: Agência Câmara Notícias

0 comentário