Fiscais embargam áreas desmatadas na Região Médio Norte de Mato Grosso

Publicado em 18/05/2010 14:29 399 exibições
Fiscais da Secretaria de Estado do Meio Ambiente confirmaram a localização, neste fim de semana, de mais quatro áreas de desmatamento irregular na região Médio Norte do Estado. A operação que conta com o apoio da Polícia Militar Ambiental foi iniciada na última quarta-feira (14.05) e prossegue esta semana, na região de Feliz Natal. Os desmatamentos irregulares estão localizados nos municípios de Boa Esperança do Norte (755 hectares), Santa Rita do Trivelato (400 hectares) e outros dois em Nova Ubiratã, um deles de 180 hectares e outro com 350 hectares. “Além de autuar os proprietários, essas áreas serão também embargadas com base na legislação ambiental”, explicou o coordenador de Fiscalização de Florestas e Unidades de Conservação, Eduardo Rodrigues. Trata-se do Decreto Federal 6.514, de 2008, que determina o embargo de todos os desmatamento feitos a partir de 2008.

As equipes de fiscais da Sema estão trabalhando em pontos de desmatamento que foram apontados pelo Sistema de Alertas de Desmatamentos (SAD), do Imazon e pelo Sistema de Detecção de Desmatamentos em Tempo Real (Deter), do Inpe, divulgados em seus últimos boletins.

No município de Santa Rita do Trivelato (445 quilômetros da capital, na Região Norte do Estado), os fiscais apreenderam um trator de esteira que estava enleirando o desmatamento para o plantio de arroz. Outros quatro tratores de esteira foram apreendidos em Nova Ubirantã (500 quilômetros de Cuiabá, também na Região Norte). Eles estavam em plena atividade de desmatamento com o auxílio de correntão.

“Nossa grande preocupação é que todas essas áreas desmatadas acabem virando áreas de queimadas”, salientou Eduardo Rodrigues. Para evitar essa situação fiscais da Sema continuaram percorrendo a região inclusive com o auxilio do helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). O helicóptero está em operação na região de Guarantã do Norte (715 quilômetros, na Região Norte) e deve se juntar a partir desta terça-feira (18.05) a equipe que está se deslocando para a Região de Feliz Natal.

Segundo o analista de Meio Ambiente Fernando Luiz Mews, que integra a equipe de Fiscalização em campo, o que tem sido verificado nessa região (Médio Norte do Estado) é a pressão exercida pela expansão da fronteira agrícola para a abertura de novas áreas. “Geralmente, no primeiro ano posterior ao desmate é plantado arroz e nos anos subseqüentes a soja”.

As áreas identificadas pela equipe de Fiscalização da Sema com o auxílio de imagens de satélite fornecidas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) são comparadas com outras imagens de satélite do ano de 2008 para verificar irregularidades ambientais.

O maquinário verificado em atividade irregular foi apreendido (cinco tratores de esteira), os proprietários das áreas serão autuados por crime ambiental e a área desmatada irregularmente foi embargada.

Em Feliz Natal, a operação vai fiscalizar também a extração irregular de madeira na região.

Fonte:
Repórter News

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário