Portaria libera venda de 180 mil toneladas de milho

Publicado em 18/07/2014 12:27 532 exibições
Operações de Venda em Balcão realizadas pela Conab vão atender estados pertencentes à Sudene

Foi publicada nesta sexta-feira (18) no Diário Oficial da União (DOU) a Portaria Interministerial n° 710 que estabelece parâmetros para a liberação de milho em grãos dos estoques públicos na forma de venda direta, a ser operacionalizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). As operações vão atender os municípios localizados na área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

A portaria beneficia criadores de pequeno porte de aves, suínos, bovinos, caprinos e ovinos, situados e com atividade nos municípios atingidos pela seca.

A quantidade disponibilizada para o programa é de 180 mil toneladas, sendo 30 mil toneladas/mês. O limite de aquisição por beneficiário/mês é de 3 mil quilos e o preço de venda é R$ 23,10 por saca de 60 kg.

As características do beneficiário para participar do programa serão avaliadas por meio de informações prestadas ao Sistema de Cadastro Técnico/Programa de Vendas em Balcão da Conab. Esta Portaria Interministerial entra em vigor na data de sua publicação e terá vigência até 31 de dezembro deste ano.

Clique aqui para acessar a portaria interministerial. 

Tags:
Fonte:
Mapa

1 comentário

  • LUIZ CARLOS SOBRINHO Aparecida de Goiânia - GO

    Está portaria 710 vai ajudar muito;

    - Primeiro a quantidade: deveria ser infinita.

    - Características do beneficiário: deveria ser qualquer um inclusive aqueles, com nome no SICAF, SIRCOI, aliás todos aqueles falidos que querem uma oportunidade e vai pagar a vista ou antecipado.

    - a quantidade deveria ser; o céu é o limite.

    - Porque sobra milho na Região Produtora e vive morrendo animais nas Regiões de pouca produção.

    - E para piorar a exportação está a ver navios.

    - E vai sobrar milho á céu aberto.

    - AGF, PEP , PEPRO E MERCADO DE OPÇÃO só rezando e precisa ter muita fé.

    - Vamos resolver isso na santa URNA das eleições.

    0