Farelo de milho (DDGS) da Usimat (MT) rende até R$ 700,00/tonelada

Publicado em 09/09/2014 08:16 e atualizado em 10/03/2020 15:37 4245 exibições
“Para que o negócio compense é preciso saber se a usina está próxima da região produtora de milho e pecuária”, diz especialista

Um importante alimento animal, extraído do processamento de milho, para produção de etanol da Usina Usimat, do Mato Grosso, tem rendido bons resultados. Isso tudo foi possível graças ao investimento da fábrica flex em anexo a indústria sucronergética, já que é ali que se produz em paralelo o subproduto do processo, o farelo seco (DDGS – Dried Distillers Grains with Solubles), utilizado como importante fonte de proteínas para alimentação animal suína, pecuária. “Durante o processo de fabricação se extraí 20% de farelo por tonelada de milho moída, com venda em média a R$ 500,00/tonelada até R$ 700,00 e com 33% a 36% de proteínas. Isso reduz muito o custo de fabricação. O investimento se paga rapidamente com projeção de quatro anos”, avalia Vital Nogueira, gerente industrial.

Nogueira afirma que para que o negócio compense é preciso saber se a usina está próxima da região produtora de milho e pecuária. “Se estiver perto da região pecuária é possível vender o farelo de novembro a abril. Estamos há 300 km em média da região consumidora mas nosso produto vende 100% na safra devido a grande procura”, enfatiza.

Leia a notícia na íntegra no site Jornal Cana.

Tags:
Fonte:
Jornal Cana

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário