Milho mantém tom positivo no pregão desta 3ª feira em Chicago com chuvas no Meio-Oeste

Publicado em 20/09/2016 12:38
162 exibições

Durante a sessão desta terça-feira (20), os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) mantêm o tom positivo. As principais posições do cereal testavam valorizações entre 2,25 e 2,50 pontos, perto das 12h06 (horário de Brasília). O vencimento dezembro/16 era cotado a US$ 3,39 por bushel e o março/17 a US$ 3,50 por bushel.

Segundo informações das agências internacionais, a continuidade dos ganhos é decorrente das preocupações com as chuvas no Meio-Oeste dos EUA. Até o momento, as previsões oficiais ainda indicam chuvas acima da média para grande parte do cinturão produtor de milho nos próximos dias.

No período de 27 de setembro a 3 de outubro, as chuvas ainda deverão ficar acima da normalidade no Meio-Oeste, conforme dados divulgados pelo NOAA - Serviço Oficial de Meteorologia do país. No mesmo intervalo, as temperaturas também deverão ficar acima da média.

"As traders estão focadas no atraso na colheita, embora pequeno, com 9% da área já colhida, queda de 3% em relação à média dos últimos anos, de 12%", disse Bryce Knor, editor e analista de mercado do site Farm Futures. Ainda assim, a maturidade das plantas está à frente da média dos últimos cinco anos. As informações foram reportadas pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) no final da tarde de ontem.

O departamento ainda manteve em 74% o índice de lavouras em boas ou excelentes condições. "Contudo, as condições do milho continuam boas, a melhor classificação desde 1994. As expectativas são de que o USDA revise a produção de milho relatórios futuros, mas as condições das lavouras nesse instante vão contra grandes cortes", reportou o corretor da CHS Hedging, Joe Lardy, em entrevista Agrimoney.com.

"A estimativa do USDA pode ser muito elevada, mas, ainda assim, temos uma grande safra, o que limita o potencial de rally nos preços", pondera Bryce Knorrs.

Mercado brasileiro

Na bolsa brasileira, as cotações futuras do milho trabalham com ligeiras movimentações na sessão desta terça-feira (20). Às 12h13 (horário de Brasília), o vencimento novembro/16 era cotado a R$ 41,90 a saca, com leve queda de 0,36%. Já as posições mais longas exibiam ganhos entre 0,07% e 0,10%. O março/17 era negociado a R$ 41,04 a saca.

Apesar dos leves ganhos em Chicago, o dólar opera em queda no pregão de hoje. A moeda norte-americana era cotada a R$ 3,2519 na venda, com queda de 0,8%, por volta das 11h09 (horário de Brasília). De acordo com o site G1, os operadores aguardam a decisão de política monetária dos bancos centrais dos EUA e do Japão. Em uma sessão marcada pelo recuo dos preços do petróleo no mercado internacional.

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário